Economia dos aplicativos chega a US$ 6,3 trilhões em 2021

AppsMobilidade

A economia dos aplicativos irá valer US$ 6,3 trilhões em 2021 – bem acima dos US$ 1,3 trilhão registrado no ano passado. O levantamento foi feito pela empresa de analytics App Annie.

Também para o mesmo período, a previsão é de que a base de usuários que utilizam apps irá quase dobrar de tamanho, passando de 3,4 bilhões de usuários para 6,3 bilhões. Além disso, o tempo gasto com aplicativos irá aumentar: de 1,6 trilhão de horas para 3,5 trilhões.

Atualmente, os 3,4 trilhões de usuários, em média, gastam US$ 379 em aplicativos, ou US$ 0,80 por hora por pessoa. Em 2021, o montante irá aumentar para US$ 1.008 por usuário.

Apesar disso, vale ressaltar que o tíquete médio por pessoa varia de país para país. No Japão, a média de gasto é de US$ 13,98 por usuário/hora. Enquanto que na China, o valor é de US$ 2,01 por usuário/hora e nos Estados Unidos, o número chega a US$ 2,36 por usuário/hora.

Games continuarão a ser os mais baixados em lojas de aplicativos on-line, respondendo por US$ 105 bilhões do mercado em 2021 – bem acima dos US$ 50 bilhões registrados para o ano passado. Outros apps também continuarão a ser baixados de forma a triplicar a receita, passando de US$ 11,5 bilhões para US$ 34 bilhões.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor