Gastos com IoT batem marca de US$ 1,4 trilhão em 2021, prevê IDC

Inovação

Os gastos com internet das coisas (IoT) irão crescer vertiginosamente nos próximos anos. Até o final de 2017, a previsão é de que a conta feche em US$ 800 bilhões, mundialmente – aumento de 16,7% ano sobre ano.

Em 2021, esse valor deve bater a marca de US$ 1,4 trilhão, de acordo com um levantamento realizado pela IDC. Isso porque as empresas continuarão a investir cada vez mais em hardware, software, services, e conectividade que possibilitam a adoção da IoT.

“A discussão em torno da IoT deixou de ser sobre o número de dispositivos conectados”, afirma Carrie MacGillivray, vice-presidente de internet das coisas e mobilidade para a IDC. “O verdadeiro valor da IoT está sendo notado quando software e serviços se juntam a fim de permitir a captura, interpretação e ação sobre os dados produzidos com endpoints de internet das coisas”, completa.

As áreas que devem atrair mais investimentos em 2017 incluem: operações de manufatura (US$ 105 bilhões), monitoramento de frota (US$ 50 bilhões) e gerenciamento de ativos de produção (US$ 45 bilhões). Tecnologias de rede inteligentes para eletricidade, gás e água, bem como tecnologias de construção inteligente também preveem investimentos significativos neste ano (US$ 56 bilhões e US$ 40 bilhões, respectivamente).

Tecnologias para casas inteligentes também deverão registrar forte crescimento (19,8% de taxa de crescimento anual composta – CAGR) ao longo dos cinco anos da previsão.

Os casos de crescimento mais rápido incluem: automação das instalações aeroportuárias (33,4% CAGR), recarga para veículos elétricos (21,1% CAGR) e marketing contextual para lojas (20,2% CAGR).

As áreas da indústria que estão realizando mais investimentos em IoT durante este ano são: manufatura (US$ 183 bilhões), transporte (US$ 85 bilhões), e utilities (US$ 66 bilhões). Investimentos cruzados na indústria, os quais representam caso de uso comum para toda a indústria, como veículos conectados e edifícios inteligentes, serão de US$ 86 bilhões em 2017 e estão na lista dos principais segmentos ao longo da previsão dos cinco anos.

As compras relacionadas ao consumidor final serão o quarto maior mercado para IoT neste ano, chegando a US$ 62 bilhões, mas irá crescer e alcançar a terceira posição de maior segmento em 2021. Entretanto, as indústrias que verão o crescimento mais rápido são: seguros (20,2% CAGR), consumo (19,4%) e cross-indústria (17,6%).


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor