Qualcomm quer comprar NXP Semiconductor; UE vê acordo com cautela

EmpresasHOMEInovaçãoInvestigaçãoNegócios

Autoridades antitruste da União Europeia (UE) abriram uma investigação para analisar com mais detalhes a compra da NXP Semiconductors pela Qualcomm. O acordo é considerado o maior da indústria de semicondutores.

A Comissão Europeia investiga se a combinação das duas empresas pode afetar negativamente preços, limitando, inclusive, a capacidade de concorrência de players rivais (ou até causando a eliminação de alguns deles do mercado).

“Já que semicondutores são utilizados em praticamente qualquer dispositivo eletrônico, nós dependemos deles. Com essa investigação, queremos assegurar que consumidores continuarão a se beneficiar de produtos inovadores e seguros a preços competitivos”, afirma Margrethe Vestiger, comissária europeia da concorrência.

Em comunicado, a Qualcomm afirma estar “confiante que pode endereçar todas as preocupações (da UE)”.

A oferta inicial da Qualcomm pela NXP foi de US$ 38 bilhões. A previsão é de que a análise do acordo seja definida em 17 de outubro e, se não houver bloqueios, o encerramento das negociações deve acontecer até o fim deste ano.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor