SAP Labs Latin America e Unitec lançam programa para startups com foco em IoT

NegóciosStartup

A SAP Labs Latin America e a Unitec anunciaram um programa para startups com foco em soluções para internet das coisas (IoT). A Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre é a primeira beneficiada com a iniciativa.

Chamado de .Idea, o principal diferencial do projeto é mapear problemas reais de diversos segmentos da indústria e buscar empreendedores que possam desenvolver soluções de IoT para resolver essas questões de forma rápida, com custo competitivo e com a mentoria da SAP.

“É uma mudança de paradigmas. Vamos inverter a ordem e investir em ideias ainda na raiz a partir de uma demanda de mercado e não desenvolver um projeto para depois prospectar clientes”, destaca Daniel Duarte, Executivo Chefe de Inovação e Experiência do Cliente da SAP Labs Latin America.

Desafio da saúde
Após consultar mais de 600 lideranças e identificar uma centena de oportunidades de inovação, a Santa Casa selecionou cinco desafios para o health.idea, que englobam as relações com pacientes e médicos, dimensionamento da enfermagem, gestão de filas de leitos e bloco cirúrgico e coleta de informações de pacientes na beira do leito.

“Este é o primeiro projeto de inovação aberta desta natureza que participamos, o que faz disso algo muito relevante para a instituição. Sempre atuamos na busca de oferecer o melhor serviço para população, melhorando os processos e atuando com inteligência, algo totalmente interligado com a proposta do health.idea”, enfatiza Carlos Klein, gerente de Ensino e Pesquisa da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre.

Até 14 de julho, as startups interessadas podem se inscrever para participar da seleção pelo site da iniciativa.

No dia 21 de julho, 20 startups virão até a SAP Labs para apresentar as suas ideias para as equipes da Santa Casa, da SAP e da Unitec. Após isso, ocorre a etapa de escolha dos 10 empreendedores que vão transformar suas iniciativas em produtos.

Cada ciclo do programa .Idea terá a duração de 18 meses, sendo que nos primeiros seis meses, os empreendedores das startups selecionadas receberão as demandas de problemas do cliente apoiador do programa e deverão desenvolver um protótipo funcional para ser validado junto ao corpo técnico do programa.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor