Uber demite funcionários após mais de 200 reclamações de mau comportamento

EmpresasNegócios

Parece que a Uber está realizando uma limpeza na casa, com o intuito de ajustar a sua cultura interna.  A companhia teria demitido nesta terça-feira, 6/06, cerca de 20 funcionários depois de ter recebido 215 reclamações formais de assédio sexual, bullying e comportamento inapropriado, de acordo com informações do New York Times.

Sete colaboradores da empresa também teriam recebido advertências formais sobre comportamento inadequado dentro da empresa e outras 31 estariam passando por treinamentos especiais.

As investigações, que culminaram nessa iniciativa de reestruturação interna, começaram depois da ex-engenheira da Uber, Susan Fowler, afirmar ter sido vítima de abuso sexual praticado por um supervisor – e, na época, o departamento de recursos humanos teria ignorado suas reclamações.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor