Por que considerar a nuvem híbrida em 2017?

CloudNuvemProjetos

A nuvem híbrida deverá ser uma das maiores e mais valiosas oportunidades de tecnologia para as empresas em 2017 e nos anos seguintes. Para aproveitar essa oportunidade, as organizações precisam aplicar os mesmos princípios que utilizam para manter múltiplos data centers para o armazenamento de dados na nuvem.

A tendência da nuvem híbrida foi confirmada por empresas líderes de pesquisa. O Gartner, por exemplo, previu que a nuvem híbrida será a forma mais comum utilizada pelas organizações em 2020, e a empresa de pesquisas Research afirmou que os gastos com armazenamento público irão dobrar nos próximos dois anos, conforme a demanda por armazenamento on-premise cai.

Por que nuvem híbrida?

Com líderes de todas as indústrias abraçando cada vez mais o espaço público, híbrido e multinuvem, aqueles que ainda não fizeram isso, logo serão deixados para trás.

O modelo híbrido está ganhando popularidade, pois oferece não apenas os benefícios de flexibilidade e implantação de dados da nuvem pública, mas também provê a garantia de segurança da nuvem privada on-premise – efetivamente dando aos negócios o melhor dos dois mundos. Isso significa que as organizações podem armazenar seus dados mais importantes e sensíveis na nuvem privada, enquanto armazenam outros recursos em redes públicas.

Mas antes de mergulhar de cabeça na nuvem híbrida, as empresas precisam considerar as razões para fazer isso. É vital mapear as implicações dessa estratégia, os tipos de carga de trabalho para as quais será usada, e os efeitos de negócio antes de embarcar na jornada híbrida.

O movimento em direção à nuvem híbrida torna a integridade de dados e serviços uma prioridade enorme para as empresas. Portanto, será importante ter a mistura certa de ofertas como um serviço e on-premise, para garantir que os dados estejam sempre disponíveis e sincronizados por múltiplas plataformas.

Garanta a disponibilidade de dados

A demanda crescente pela nuvem está sendo alimentada por negócios que querem abraçar o processo de transformação digital. A empresa moderna precisa ser fundada em tecnologias-chave fornecidas pela virtualização, por sistemas modernos de armazenamento e por tecnologias da nuvem para ser totalmente transformativa. Isso coloca uma tensão na disponibilidade de dados e informações, já que envolve a atualização de sistemas legados e o investimento de tempo e dinheiro.

O crescimento de dados já é alto, mas irá alcançar níveis exponenciais que colocarão ainda mais pressão nos sistemas legados de TI. Portanto, é crítico que a disponibilidade seja colocada na frente de qualquer estratégia de transformação digital ou de nuvem híbrida. Isso vai garantir que, quando as aplicações e cargas de trabalho estejam sendo movidas por várias infraestruturas, haja um plano de backup e recuperação de desastres para garantir que uma parada no sistema não seja um problema.

Hora de colocar o modelo híbrido em ação

Enquanto há muito para se falar da oportunidade híbrida, ainda não há muitas empresas aproveitando os benefícios de flexibilidade e custo baixo da nuvem pública. Ainda permanece uma suposição de que os dados devem ser mantidos on-premise, devido a problemas percebidos de segurança. No entanto, conforme as atitudes mudam, as empresas precisam olhar além do simples teste de aplicação no ambiente de nuvem pública.

A nuvem híbrida precisa ser usada de uma forma que beneficie a organização individual e suas cargas de trabalho. Ela é, por exemplo, benéfica para uma universidade, já que a instituição pode mover algumas cargas de trabalho para a nuvem pública em períodos particularmente movimentados durante o ano, tais como dias de liberação de notas ou quando há um vasto fluxo de dados que sua configuração on-premise pode não ser capaz de lidar.

Não é mais aceitável que paradas no sistema afetem qualquer serviço e, enquanto os próximos anos irão trazer muitas incertezas, é garantido que a importância da disponibilidade de dados – em qualquer lugar, a qualquer hora – só aumente. As empresas precisam ter uma estratégia clara de nuvem antes de investirem totalmente na infraestrutura de nuvem. No centro desse plano, está garantir que dados e informações estejam disponíveis o tempo todo.