São Paulo é a 42ª melhor cidade para o empreendedorismo feminino, diz estudo

InovaçãoNegócios

São Paulo está entre as 50 principais cidades do mundo que promovem ações de empreendedorismo feminino de alto potencial, segundo o estudo da Dell. Da América do Sul, além da capital paulista, foi citada apenas mais uma cidade: Lima, no 46º lugar.

De acordo com o relatório “2017 Women Entrepeneur Cities Index” (WE Cities), apesar da 42ª colocação no ranking, São Paulo é a primeira colocada quando o assunto é a frequência de eventos para mulheres empreendedoras. No quesito tamanho de mercado, a cidade foi classificada em 12º lugar.

No entanto, a cidade ainda tem alguns pontos para amadurecer, tais como: custo, acesso e políticas. O estudo apontou que a maioria das mulheres não têm acesso ao capital de risco e precisam recorrer às próprias economias ou aos familiares para começar e manter os seus negócios.

Classificação

Com base nos últimos cinco anos de pesquisa da Dell sobre empreendedorismo feminino de alto potencial, as cidades foram classificadas de acordo com cinco características: capital, tecnologia, talento, cultura e mercados. Esses pilares foram organizados em dois grupos: ambiente operacional e ambiente favorável.

A classificação geral se baseia em 72 indicadores, e 45 deles, quase dois terços, têm um componente de gênero. Os indicadores individuais foram ponderados de segundo quatro critérios: relevância, qualidade dos dados subjacentes, natureza exclusiva no índice e componente de gênero. As 10 primeiras colocadas são:

  1. Nova Iorque (EUA)
  2. Baía de São Francisco (EUA)
  3. Londres (Inglaterra)
  4. Boston (EUA)
  5. Estocolmo (Suécia)
  6. Los Angeles (EUA)
  7. Washington (EUA)
  8. Singapura (Singapura)
  9. Toronto (Canadá)
  10. Seattle (EUA)

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor