Especialista que freou ataque WannaCry é preso nos EUA por hacking

HOMESegurançaVírus

Marcus Hutchins, pesquisador de segurança cibernética reconhecido por ajudar a neutralizar o ataque global do vírus WannaCry em maio, foi preso acusado de ciberpirataria não relacionada ao ataque, segundo documentos judiciais.

O britânico, que ganhou atenção por encontrar uma forma de desativar a ameaça cibernética, foi detido por autoridades do FBI no Estado de Nevada (EUA), na quarta-feira (2), dias após ele e dezenas de milhares de hackers terem participado das conferências de segurança cibernética Black Hat e Def Con, em Las Vegas.

O pesquisador, também conhecido como “MalwareTech”, é acusado de anunciar, distribuir e lucrar com códigos do vírus conhecido como Kronos, que rouba credenciais bancárias online e dados de cartões de crédito. A atividade alegada ocorreu entre julho de 2014 a julho de 2015, segundo a acusação.

O Departamento de Justiça disse que o programa foi usado para roubar as credenciais de sistemas bancários do Canadá, Alemanha, Polônia, França, Reino Unido e outros países.

*Com informações da Reuters.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor