Cisco anuncia doação dos equipamentos usados nos projetos do Rio 2016

Negócios

A empresa anuncia intenção de doação da Plataforma Urbana Conectada do Porto Maravilha e da infraestrutura tecnológica das Naves do Conhecimento para ajudar a acelerar a transformação digital da cidade carioca.

Os equipamentos serão agora utilizados para dar continuidade e expandir as iniciativas sociais e urbanas que a empresa apoiou durante a fase de preparação da cidade para os Jogos, e que hoje estão sob a gestão da cidade do Rio de Janeiro.

A plataforma de redes, colaboração e telepresença existente nas Naves do Conhecimento, que está sob a coordenação da Secretaria Municipal de Desenvolvimento, Emprego e Inovação, permite que a população do Rio tenha acesso a cursos gratuitos de ponta para capacitação profissional em áreas da economia criativa e de TI. Entre eles estão os cursos do programa Cisco Networking Academy que tem como objetivo profissionalizar e preparar jovens de comunidades carentes da cidade para o mercado de trabalho. Entre junho de 2016 e julho deste ano, mais de 550 pessoas já concluíram os treinamentos Cisco.

Já a Plataforma Urbana Conectada Wi-Fi do Porto Maravilha proporciona conectividade, suporta a implementação de novos serviços públicos e viabiliza uma melhor operação urbana da região. Ao todo, são 26 pontos de acesso que cobrem uma área de 100.000 m² na Praça Mauá e na Orla Conde, utilizados para permitir o acesso à internet gratuito para visitantes e residentes.

Como parte do compromisso de digitalizar o Brasil e transformar a forma como as pessoas interagem e desenvolvem novas soluções usando a Internet das Coisas (IoT), a Cisco desenvolveu, em conjunto com o Laboratório de Atividades do Museu do Amanhã, o “DataSensing – Experiências na Internet das Coisas”. A iniciativa faz parte da série de cursos, roteiros e kits de desenvolvimento e pretende incentivar o ecossistema de inovação e o uso da tecnologia pela comunidade.

“Hoje em dia é fundamental que as cidades entendam o papel da tecnologia na transformação do ambiente urbano, desenvolvendo cidades mais inteligentes e humanas, buscando como objetivo final uma melhor qualidade de vida para todos os cidadãos. A tecnologia não é um fim por si só, mas sim uma ferramenta capaz de acelerar o progresso social e econômico da sociedade. Por isso, nós, da Cisco, temos orgulho em, mais uma vez, contribuir para que a população do Rio de Janeiro e do Brasil possa estar ainda mais preparada para essa nova era do mundo digital”, afirma Laercio Albuquerque, Presidente da Cisco Brasil.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor