Número global de conexões LTE chega aos 2,37 bilhões

MobilidadeRedes

A 5G Americas, a associação setorial e voz da 5G para as Américas, anunciou que o número global de conexões LTE  atingiu 2,37 bilhões de assinaturas no segundo trimestre de 2017, o que corresponde a um crescimento de 59% em comparação ao mesmo período do ano passado.

A participação de mercado da LTE comparada com todas as outras tecnologias de mobilidade sem fio atingiu 30% no final do segundo trimestre de 2017, um aumento de 10% um ano. De acordo com dados da Ovum, a LTE contabilizou 878 milhões de novas conexões ao redor do mundo esse trimestre.

“A LTE ganhou 878 milhões de novas assinaturas no mundo inteiro entre o 2T 2016 e o 2T 2017, com praticamente a metade dessas novas assinaturas (48%) registradas na Oceania e o Leste e Sudeste da Ásia, onde a China contribui a grande maioria dessas novas assinaturas”, disse Kristin Paulin, Analista Sênior da Ovum.

A TeleGeography (GlobalComm) divulgou que existem 551 redes comerciais LTE no mundo inteiro, e 206 destas operadoras já migraram para a LTE-Advanced.

Em termos globais, a LTE deve manter a trajetória e atingir mais de 2,5 bilhões de conexões até o final de 2017, 3 bilhões em 2018 e 4,9 bilhões em 2022. Já o 5G deve atingir 111 milhões de conexões até o final de 2021

A região da América do Norte registrou 327 milhões de assinaturas LTE até o final de junho, 2017, com algumas das maiores taxas de penetração e a maior cobertura e participação de mercado para a LTE no mundo.

O número de conexões na América Latina praticamente dobrou em um ano, crescendo de 81,5 milhões para 159 milhões até o segundo trimestre de 2017, um aumento de 95%. A participação de mercado da LTE aumentou de 12% para 23% nos doze meses até junho de 2017, crescendo praticamente 100% na região.

No total existem 77,6 milhões de novas assinaturas LTE nos 12 meses em análise na América Latina e Caribe. A LTE deve atingir 198,6 milhões de conexões até o final de 2017 e uma participação de mercado de 28%.

“A LTE mantém sua trajetória de crescimento na América Latina e o Caribe com a expansão das redes existentes e outros mercados passando a oferecer a tecnologia LTE-Advanced”, disse Jose Otero, Direto da 5G Americas para a América Latina e o Caribe.

“A região também deve se beneficiar dos testes com a LTE-Advanced Pro em vários mercados, desde a Argentina no Sul e a Antigua e Barbuda no Caribe. A adoção dessa tecnologia deve acelerar com a alocação de mais espectro no Caribe e na América Central e a crescente cobertura da rede LTE”, referiu ainda o executivo.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor