IBM aplica tecnologia IoT em novo painel solar da WEG

CloudInovaçãoTecnologia Verde

Lançado para toda a América Latina, o equipamento conta com um diferencial em relação a outros painéis solares, um aplicativo móvel que agrega IoT. O app, desenvolvido na plataforma Cloud da IBM, permite o monitoramento do sistema de forma rápida e de qualquer lugar.

A IBM aplicou sua expertise em Internet das Coisas (IoT) ao novo painel solar da Weg, uma das maiores multinacionais brasileiras do setor industrial. O aplicativo móvel presente no equipamento coleta informações como consumo, temperatura e produção de energia, auxiliando o cliente na melhor utilização do produto.

A tecnologia de IoT da gigante norte-americana provê todo o suporte para o funcionamento do app, alocado na nuvem da IBM, trazendo escalabilidade e segurança para os dados, que são captados e depois analisados.

“A indústria de energia tem avançado vertiginosamente, por isso, incluir novas tecnologias como IoT em projetos de larga escala representa um avanço extraordinário para a indústria. Dados poderão ser analisados de forma mais prática e eficiente, agilizando processos e garantindo a entrega de resultados com muito mais assertividade”, comenta Chris Brunner, lider de Cloud Platform da IBM Brasil.

O lançamento faz parte da estratégia que a WEG vem adotando nos últimos anos, o desenvolvimento e implantação de novas tecnologias em seus produtos, trazendo benefícios claros aos usuários.

“Para a WEG, um dos pontos mais importantes é o investimento em inovação. Este novo produto é uma solução que torna a energia solar distribuída mais atrativa ao usuário, já que permite sua interação com o sistema via app”, declara Manfred Peter Johann, Diretor Superintendente da WEG Automação.

A verdade é que o Brasil possui um índice de insolação alto, superior a 30 mil horas por ano, o que torna a região excelente para adoção de sistemas de captação de energia solar, sendo que Agência Nacional de Energia Elétrica Nacional (Aneel), estima que chegaremos a 880 mil sistemas de energia solar até 2024. Esses dados mostram todo o potencial do mercado.

Além disso, de acordo com a Absolar (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), ainda este ano, o país deve registrar a marca de 1 GW (gigawatt) em capacidade instalada em usinas fotovoltaicas, um patamar registrado em pouco mais de 20 países.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor