SAP Brasil participa da Coalizão Empresarial a favor da Equidade Racial e de Gênero

EmpresasNegócios

A SAP passa a fazer parte do tratado de Coalizão Empresarial, que estimula a diversidade, incentiva o equilíbrio de gênero e combate todos os tipos de discriminação, demonstrando seu compromisso com o País e com diversidade no local de trabalho.

“Faz parte da missão de responsabilidade social da SAP a inclusão, diversidade e equidade no ambiente de trabalho. Além de serem fundamentais para a empresa, esses três elementos são uma forma de impulsionar a inovação e aumentar a competitividade”, afirma Niarchos Pombo, líder de diversidade e inclusão da SAP América Latina.

A coalizão é formada por mais de 30 empresas, além de algumas instituições e ONGs, como Bayer, BASF, MCDonald’s, Coca-Cola, Carrefour, Via Varejo, ONG CEERT, Instituto Ethos, IHBR (Institute for Human Rights and Business), BLOG Blogueiras Negras etc.

Este não é o primeiro projeto de inclusão da SAP. Em 2016, a empresa se tornou a primeira empresa multinacional de tecnologia no mundo a receber o Certificado Global de Igualdade de Gênero (Economic Dividends for Gender Equality – EDGE).

Além disso, a empresa conta com diversas outras ações em prol da diversidade e inclusão como o grupo Ethnicities@SAP , que estimula a inclusão de minorias étnicas; o grupo Pride@SAP, que é uma rede global de colaboradores da empresa que fazem parte ou apoiam a comunidade LGBTI; o Mulheres na SAP, que é um compromisso que a empresa assumiu de ter 30% dos cargos de liderança ocupados por mulheres até o final de 2022; o Business Women’s Network, uma rede de funcionários para acelerar a carreira das mulheres na área de TI e o SAP Autism at Work, projeto que tem como objetivo promover a inclusão de pessoas com autismo na empresa.

Para apoiar a jornada de empresas que buscam um ambiente com maior diversidade e inclusão, a SAP também customizou uma de suas soluções de gestão de capital humano, o SAP SuccessFactors. Esse mecanismo ajuda a identificar possíveis vieses inconscientes em processos como recrutamento, remuneração, sucessão, além de sugerir ações e mudanças para incentivar a igualdade nas organizações.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor