76% dos profissionais brasileiros desenvolvem páginas web adaptadas a mobile

Mobilidade

A GoDaddy realizou uma pesquisa global para entender o segmento de desenvolvedores e designers web e concluiu que a mobilidade é muito importante com 69% dos inquiridos a desenvolvem páginas web adaptadas para dispositivos móveis. No Brasil, esse número sobe para 76,3%.

A pesquisa que envolveu 1.500 profissionais dos Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido, Índia, Brasil e México revelou não só a importância da web ser mobile-friendly, como que esse fato é uma realidade.

Cerca de 37% dos profissionais web brasileiros entrevistados disseram que mais de metade do seu trabalho com desenvolvimento web está focado na entrega de produtos e serviços para dispositivos móveis.

A maturidade dos mercados foi outro dos parâmetros analisados. No Brasil, os profissionais web trabalham mais em empresas maiores do que nos Estados Unidos, onde tendem a trabalhar mais em pequenas empresas. 44,5% dos profissionais brasileiros trabalham em empresas com mais de 100 funcionários, enquanto nos Estados Unidos, 15,4% fazem o mesmo

A questão é que em mercados emergentes como o brasileiro, as condições de trabalho independente ainda não atingiram o nível ideal de acessibilidade e autossuficiência como nos Estados Unidos.

“Esse amadurecimento, de certa forma, acompanha o crescimento das micro e pequenas empresas no país, pois conforme elas crescem e se tornam mais complexas, existe uma necessidade maior de contratar profissionais dessa área, já que a presença digital desses micro negócios começa a se tornar mais multifacetado, precisando, por exemplo, de mais customização e serviços mais especializados de tecnologia”, comenta Cristiano Mendes, diretor de produtos para a GoDaddy na América Latina.

Por outro lado, os desenvolvedores e designers web nos Estados Unidos geram mais receita por cliente do que em qualquer outra região. No Brasil,  eles parecem registrar uma distribuição similar da receita líquida anual dos norte-americanos dado que em ambos os casos,  28% dos desenvolvedores web afirmam ganhar entre 5 e 10 mil dólares por cliente, anualmente. Porém, os brasileiros tendem a ter mais de 30 clientes que os americanos.

A nível do local de trabalho, os profissionais independentes tendem a trabalhar mais em suas próprias casas, pois 53,6% dizem trabalhar principalmente de home office. De fato, o home office é uma tendência global crescente, e desenvolvedores e designers web em outras regiões também parecem preferir a privacidade de suas casas, pois 64,1% dos profissionais web norte americanos afirmam trabalhar de home office.

Porém, como visto anteriormente, muitos desenvolvedores web brasileiros trabalham em grandes empresas, o que pode explicar o segundo local de trabalho mais comum, com 28,5% dos profissionais ser um escritório tradicional. 

Por fim, a loja online é uma tendência contínua no Brasil, com 61% dos desenvolvedores e designers web dizendo que é o tipo de aplicação que mais integra em seus serviços, juntamente com meios de pagamento (62%). Ganhando, inclusive, do e-mail (60%).

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor