Amazon vai instalar data center na América do Sul

CloudData CenterEmpresasNegócios

A Amazon vai abrir um novo data center na América do Sul e, ao que tudo indica, há dois candidatos em cima da mesa. Argentina e Chile serão os melhores locais para receber o novo data center da gigante norte-americana.

O Presidente da Argentina, Mauricio Macri, terá se encontrado com Elaine Feeney, Vice-Presidente para expansão de infraestruturas globais da Amazon, em Nova Iorque com o intuito de discutir a integração do data center no país.

Durante o último ano, o Chile terá tido várias reuniões com a Amazon com o objetivo de convencer a empresa e a Presidente Michelle Bachelet visitou a sede da Amazon durante uma viagem aos Estados Unidos em junho de 2017.

Quanto à Amazon, a empresa ainda está a decidir qual dos locais será o melhor e, segundo pessoas ligadas ao assunto explicaram à Bloomberg, não está descartada a hipótese de tanto a Argentina como o Chile receberem um data center da empresa liderada por Jeff Bezos.

A Bloomberg explica, ainda, que a ideia de que a Argentina pudesse competir com o Chile por investimento estrangeiro seria impensável sob a liderança de Cristina Kirchner por causa das restrições sob as importações, por exemplo.

A Amazon tem vindo a expandir a sua infraestrutura cloud em todo o mundo e cada vez mais empresa estão a investir para que os seus dados e aplicações fiquem alojadas remotamente. Para as empresas, ter um data center da Amazon perto ajuda a reduzir os custos e a melhorar a velocidade dos dados, quando comparado com ter de depender em localizações fora do país.

Apesar de ter uma economia e uma população mais pequena que a Argentina, o Chile tem atraído o dobro do investimento estrangeiro que o seu vizinho. Em 2015, por exemplo, o Chile tinha atraído cerca de 20,5 mil milhões de dólares e a Argentina apenas 11,7 mil milhões de dólares.