T-Systems Brasil amplia funcionalidades de nuvem privada

Cloud

A T-Systems Brasil anunciou a ativação de novas funcionalidades em sua oferta de nuvem privada, a TPC (Trusted Private Cloud).

A T-Systems Brasil, provedora alemã com amplo portfólio digital de soluções e serviços de TI, anunciou a ativação de novas funcionalidades em sua oferta de nuvem privada, a TPC (Trusted Private Cloud). As novas funcionalidades ampliam as opções oferecidas ao mercado, permitindo que os clientes contem agora com serviços em nuvem fim a fim.

De acordo com o diretor de TI da T-Systems Brasil, Guilherme Barreiro, a partir de agora a TPC passa a contar com o serviço de agendamento de backup, além de serviços gerenciados, que também foram ativados. “Isso significa que, além da opção de infraestrutura como serviço, os clientes passam a contar também com serviço agregado on-top, aliando flexibilidade e acordo de nível de serviço no mesmo produto”, afirma.

Barreiro explica que o serviço agregado on-top representa a governança da infraestrutura oferecida como serviço, o que inclui o gerenciamento do sistema operacional, do banco de dados e do middleware. “Esta mudança nos permite gerenciar a nuvem de nossos clientes desde a infraestrutura até a oferta de serviços. Ao mesmo tempo, eles conseguem criar seus próprios ambientes e continuar contando com o SLA garantido pela governança da T-Systems”, ressalta.

Lançado em maio de 2017, o TPC (Trusted Private Cloud) atende demandas por nuvens mais flexíveis, menos complexas e com atendimento self-service. Para isso, o executivo explica que o usuário do TPC tem acesso a um portal de autosserviço, onde pode comprar CPUs, memória e disco. “Quando a quota chegar ao final, ele pode gerenciar sua demanda, comprando mais ou reduzindo a utilização”, afirma.

Barreiro reforça que a oferta é um mix dos recursos oferecidos por nuvens públicas com a segurança das nuvens privadas. “A T-Systems vem aprimorando suas ofertas em nuvem há dez anos e chegou ao momento em que atende a todas as demandas de forma integrada”, diz, lembrando que os sistemas do TPC estarão integrados aos demais já oferecidos pelo data center da companhia, conversando entre si.