Qualcomm não planeja dividir unidade de chips pelo menos por enquanto

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A fabricante norte-americana de chipsets sinalizou que não planeja, pelo menos neste momento, cindir o negócio de chips no momento.

A informação foi divulgada pelo presidente-executivo do Conselho da companhia, Paul Jacobs. Segundo o executivo, a negativa ocorre em um momento em que os investidores pressionam a empresa para que a partição ocorra rapidamente, por conta da consolidação da concorrência no setor de componentes eletrônicos.

O fundo de hedge Jana Partners tornou público no mês de abril que a Qualcomm deveria dividir o negócio de chips da unidade de licenciamento de patentes para melhorar o valor para investidores, classificando a divisão de chips como “essencialmente sem valor”.

“Temos feito esse debate por muito tempo, por muitos anos o Conselho olha isso, mas ainda acreditamos que as sinergias de ter os negócios juntos compensa”, disse Jacobs durante entrevista para a agência Reuters, em evento da Câmara Americana de Comércio, na capital sul-coreana, Seul.

Jacobs ressaltou, no entanto, que a fabricante “está avaliando suas opções” e que a decisão pode mudar no futuro.

A empresa segue pressionada pela compra da Broadcom pela Avago Technologies, a maior negociação da indústria de semicondutores, avaliada em aproximadamente US$ 37 bilhões e também a aquisição da Altera pela Intel, por mais de US$ 16 bilhões.