Sky pede investigação de concorrência em mercado de banda larga do Reino Unido

GestãoLegislaçãoOperadorasRedes
Sky Britânica NV 2

A empresa de telecomunicações pediu que seja feita uma investigação sobre concorrência no mercado britânico de banda larga que, segundo alega, a British Telecom, companhia do BT Group e líder do mercado tem um monopólio real sobre a rede do País.

A Sky sinalizou em documento enviado ontem ao regulador de telecomunicações que acredita em um histórico de investimentos abaixo do necessário no negócio de infraestrutura da BT, o que levou a problemas como falhas de rede e longas esperas para a instalação de novas linhas.

A Openreach, companhia da BT que aluga suas redes para a Sky e opera a rede de telecomunicações nos quatro maiores países do Reino Unido: Inglaterra, País de Gales, Escócia e Irlanda do Norte.

A Sky informou que seus argumentos são suficientes para que a agência reguladora, Ofcom, analise os detalhes do setor e recomende à Autoridade de Mercados e Competição do reino (CMA, na sigla em inglês), que conduza um inquérito sobre a divisão de redes da British Telecom.

As rivais Sky e TalkTalk intensificaram suas acusações contra a BT desde que esta anunciou sua aquisição da operadora de telefonia móvel EE, a maior proprietária de redes móveis da Grã-Bretanha (Inglaterra, Escócia e País de Gales), no final do ano passado.

Em março, as duas empresas pediram ao Ofcom que dividisse a BT, solicitando que a Openreach fosse separada. A Ofcom informou no início da semana que está realizando uma análise abrangente do mercado de comunicações, incluindo questões acerca de estrutura, competição e análise antitruste.