Quantcast
Especial Segurança

Your title here

Está em cima da mesa a inultrapassável razão pelas qual as empresas não aderem definitivamente, e com o ritmo desejado, à digitalização. Já ninguém aceita a desculpa da infraestrutura que durante os últimos três anos vigorou para justificar a razão pela qual as empresas europeias, por exemplo, estavam a levar mais tempo a aderir a sistemas como a Cloud ou a análise de dados (Big Data).

Se, numa primeira fase, a culpa deste atraso na adesão a novos sistemas foi de quem desenvolve e vende soluções, ao colocar o argumento da venda pelo lado da economia de custos, também podemos hoje dizer, por outro lado, que o erro persiste, mas agora por falta de respostas.

Os clientes querem respostas, a mudança só será feita quando se mostrar aos clientes que existe capacidade para dar resposta ao que preocupa nesta fase quem de facto quer compreender e aplicar nas suas empresas em definitivo as melhores soluções e práticas de digitalização.

Na verdade, todas as empresas querem estar mais competitivas do que as outras. Mas para isso é preciso que as soluções de TI respondam, de forma eficaz e sem rodeios, às questões da S E G U R AN ÇA. É só isto mais nada.

Por exemplo, numa primeira fase, a adoção de Cloud fracassou exatamente pela falta de confiança dos empresários nas propostas de segurança que até aqui os desenvolvedores de sistemas, software, ou hardware lhes apresentavam. Não havia respostas diretas e credíveis o suficiente para ultrapassar os seus medos.

É preciso ter a consciência que o único impedimento para a digitalização total se chama segurança.


Notícias

Cisco: PME não têm orçamento de segurança definido

As pequenas e médias empresas não têm orçamento definido para segurança, pelo que este gasto acaba caindo no rol das despesas não prioritárias, diz Marcelo Bezerra, gerente de engenharia de segurança da Cisco do Brasil,. “O modo típico é reativo. Perde-se os dados e se decide investir em backups”.

Leia mais
 

IBM: Cloud veio alterar regras do jogo

O uso massivo da cloud empresarial veio alterar as regras do jogo. Atualmente, as áreas de negócios das empresas estão migrando para a cloud e a segurança acaba sendo um ponto a ser questionado. “Os provedores da tecnologia da nuvem acabam sendo indagados sobre o controle dos riscos inerentes a esses problemas”, disse à B!T Felipe Peñaranda, líder de Segurança da IBM para a América Latina.

Leia mais
 

Anubis Networks: anti-vírus e firewalls já não são suficientes

Muitas vezes as empresas não sabem o que fazer quando o tema é segurança dos sistemas de informação. Isto porque sempre confiaram nos anti-vírus e firewalls, mas essa abordagem não é mais suficiente e os riscos são muito maiores, garante a AnubisNetworks.

Leia mais
 

Accenture: empresas mais atentas à gestão de identidades

A adoção cada vez maior da cloud e de SaaS por parte das organizações trouxe novos desafios à segurança, passando os dados e as aplicações a estar residentes fora do perímetro de segurança das organizações.

Leia mais
 

EMC: empresas ainda são reativas à segurança

Richard da Silva, da RSA, a divisão de segurança da EMC, não tem qualquer dúvida: as empresas já têm noção do valor dos seus dados. O problema parece estar na maturidade de cada uma delas. “A maioria está ainda muito reativa, com uma ideia de quem nos vai querer atacar?. Outras estão numa fase mais avançada de compliance: fazendo uma defesa contra as ameaças conhecidas e mentalidade de tick in the box”.

Leia mais