2013/09/03

Ericsson vai construir três novos centros de investigação

A tecnológica sueca Ericsson anunciou que está a planear construir três novos centros de desenvolvimento e investigação, focadas na interoperabilidade de serviços de testes para novas tecnologias de apoio a serviços “em nuvem”. A Ericsson afirma que nos próximos cinco anos vai investir em dois novos centros de desenvolvimento e investigação em Estocolmo e Linköping

SAP reforça soluções de comércio electrónico com aquisição da hybris

A SAP completou a aquisição da hybris, um fornecedor de tecnologia de comércio electrónico. A empresa alemã admite em comunicado que cm esta transacção está a investir no futuro do comércio e do relacionamento com o cliente, ajudando as empresas a oferecerem experiências relevantes, contextualizadas e consistentes aos seus clientes em todas as interacções digitais.

Brasil tem de investir em inovação

O secretário executivo do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Luiz Antonio Elias, avalia que o Brasil não renovará sua capacidade produtiva se não investir em inovação. “Essa é uma agenda que a presidenta Dilma Rousseff elegeu como uma das cinco principais de seu governo. Mas esse é um processo que não se dá

Instituições científicas e tecnológicas mais empenhadas em proteger propriedade intelectual

As instituições científicas e tecnológicas (ICT) estão mais participativas no processo de definição de políticas públicas e conscientes sobre a importância da proteção das tecnologias desenvolvidas. É o que indica o relatório do Formulário para Informações sobre a Política de Propriedade Intelectual das ICT do Brasil (Formict), com dados referentes ao ano-base 2012, divulgado pelo

Microsoft compra negócio de celulares à Nokia por US$7,2 bilhões

Dois anos depois de atrelar seu futuro ao sistema operacional Windows Phone, a Nokia caiu nos braços da Microsoft, aceitando a venda de suas operações com celulares para a gigante norte-americana por 5,44 bilhões de euros (7,2 bilhões de dólares), anunciou a Reuters. A Nokia, que vai continuar como fabricante de equipamentos para telecomunicações e