BitcoinTrade aposta no mercado nacional de moedas virtuais

FinançasNegócios

A fintech inicia operação no Brasil a fim de promover a evolução das negociações de criptomoedas e aumentar a segurança para investidores. A BitcoinTrade aposta em uma plataforma robusta para promover a evolução das negociações de bitcoins, criando um diferencial no segmento.

A companhia tem o objetivo de ser a corretora mais avançada e mais segura para compra e venda de moedas digitais. A plataforma da BitcoinTrade tem como um de seus principais diferenciais ser a primeira do País a oferecer padrão de certificação PCI DSS, que prevê a proteção da privacidade dos usuários. 

“O Brasil tem um potencial imenso na área digital e a nossa visão é que as moedas digitais, com suas tecnologias absolutamente disruptivas, terão um papel importante na sociedade em que vivemos. Assim, nascemos com o objetivo de oferecer um ambiente seguro para as transações e também democratizar o acesso a todo o portfólio de moedas digitais, possibilitando a negociação de outras altcoins que ainda não estão disponíveis para compra e venda no mercado brasileiro.”, afirma Carlos André Montenegro, CEO da BitcoinTrade, que é também um dos sócios da Startup Farm, uma das mais renomadas aceleradoras de startups de tecnologia da América Latina.

Criada em 2009,  a bitcoin é a moeda digital mais famosa do mundo e o o ativo financeiro mais rentável dos últimos anos acumulando alta de quase 850% somente entre 2015 e 2016, passando de US$ 427,13, em 2015, para US$ 5.200, em 2017, chegando a ser cotada por quase de R$ 18 mil no mercado brasileiro.

“Acreditamos que as moedas digitais farão parte de uma revolução mundial na forma como as pessoas lidam com dinheiro. Queremos estar na vanguarda desse movimento”, conclui o executivo.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor