Hughes e OneWeb fazem parceria para fornecer serviços de internet globais

Redes

Valor de contrato inclui equipamentos de gateway para uma rede terrestre global utilizando antenas de rastreamento de banda larga para suportar a constelação de satélites de baixa órbita da OneWeb 

 A Hughes assinou um contrato de US$ 190 milhões para a produção de um sistema de rede terrestre que vai suportar a constelação de satélites de baixa órbita da OneWeb, em sua missão de levar um serviço de banda larga mais acessível a milhões de residências, escolas e outros usuários ao redor do mundo.

Esse contrato se baseia no acordo de desenvolvimento de um sistema original entre as companhias, assinado em junho de 2015, que atualiza o valor total da transação para mais de US$ 300 milhões. O contrato inclui a produção de cada um dos gateways com múltiplos pontos de acesso de rastreamento, para comportar toda a operação e a transferência de tráfego de alta velocidade entre satélites.

“O início da produção do sistema terrestre é um passo importante para cumprir o objetivo da OneWeb de reduzir a exclusão digital, sem deixar ninguém para trás”, disse Greg Wyler, fundador e presidente executivo da OneWeb.

“A Hughes tem sido uma excelente parceira de tecnologia, e estamos animados para implementar essa parte essencial da nossa rede, à medida que aceleramos para lançar o primeiro satélite da nossa frota, no início no próximo ano, e prestar serviços a todas as casas rurais do Alasca a partir de 2019”, completa o executivo.

“Projetar um sistema terrestre capaz de suportar milhares de satélites de baixa órbita, com transferências perfeitas de tráfego de banda larga entre satélites, tem se mostrado um desafio significativo”, afirma John Corrigan, vice-presidente sênior de engenharia da Hughes.

“Nosso time está apto para a tarefa, e estamos orgulhosos pela parceria com a OneWeb para criar esse sistema revolucionário de comunicação por satélite e acabar com a exclusão digital global”, defende o responsável.

O desenvolvimento conjunto do sistema de rede terrestre começou aproximadamente há dois anos. O acordo atual inclui equipamentos para suportar múltiplos pontos de acesso via satélite nos gateways locais em todo o mundo. Cada um inclui um complexo de comutação personalizado, modens ao ar livre e amplificadores de potência. As remessas devem começar em meados de 2018.

Read also :