Programa de empreendedorismo para servidores públicos abre inscrições

HOME

Nova edição do HubGov chega a 2018 e incentiva práticas modernas nos órgãos de governo de quatro estados brasileiros.

A segunda edição do HubGov, programa de capacitação de servidores públicos criado em Santa Catarina, está com inscrições abertas até o fim de fevereiro. Voltado para funcionários de órgãos de governo de todas as esferas e poderes, o projeto incentiva a criação de laboratórios de inovação, desenvolvimento de soluções disruptivas para demandas recorrentes e instiga os participantes a entenderem e executarem as próprias funções de maneira diferente: com foco no cidadão e na eficiência da máquina pública.

Neste ano o projeto vai acontecer simultaneamente em quatro locais diferentes: São Paulo, Goiás, Distrito Federal e Santa Catarina, onde foi criado. As aulas começarão em março e serão voltadas para funcionários públicos do Senado, Câmara dos Deputados, Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e outros órgãos públicos, como as secretarias da Fazenda, Segurança Pública e Polícia Civil de SC. As 32 equipes estarão conectadas por meio de uma plataforma virtual que vai reunir os membros das edições de 2017 e 2018, permitindo a troca de experiências para o enfrentamento dos desafios.

No início do ano passado, a primeira edição do programa capacitou 55 funcionários de 14 órgãos como Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SC), Assembleia Legislativa e Correios. Ao longo do processo, eles foram orientados a identificar um desafio das áreas em que trabalham e propor soluções. Um dos cases foi o do TRE-SC, cujos servidores criaram uma rede de divulgação de informações sobre o recadastramento biométrico por meio de aplicativos de mensagens para celular e e-mails, começando pelos próprios funcionários do governo catarinense. Outra ideia propôs a solução de um problema identificado pelos trabalhadores dos Correios. Eles perceberam que havia um número muito grande de devolução de cartas ao remetente por erros no endereçamento, o que gerava retrabalho e custos para a empresa, além da insatisfação dos usuários que não recebiam seus objetos. Durante o curso, uma equipe criou o projeto de um aplicativo — ainda em desenvolvimento — que é um canal único para o cidadão atualizar o próprio endereço em vários órgãos ao mesmo tempo.

Os desafios de cada instituição são identificados em um processo parecido com o de uma empresa incubada, por meio de mentorias, em um espaço de coworking para o trabalho e com a possibilidade de conectar os servidores públicos a intraempreendedores de outras instituições de governo. A jornada de aprendizado inclui trilhas temáticas sobre design, comunicação, liderança, entre outros assuntos.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor