Telegram vai lançar a sua própria criptomoeda

Projetos

A Telegram, um aplicativo de mensagens concorrente ao WhatsApp, vai lançar a sua própria criptomoeda e, com isso, vai também lançar uma ICO, uma oferta inicial de moeda, em inglês, que pode arrecadar até 500 milhões de dólares, cerca de 1,6 bilhões de reais.

A Telegram, um aplicativo de mensagens concorrente ao WhatsApp, vai lançar a sua própria criptomoeda e, com isso, vai também lançar uma ICO, uma oferta inicial de moeda, em inglês, que pode arrecadar até 500 milhões de dólares, cerca de 1,6 bilhões de reais.

O aplicativo russo quer ultrapassar a marca mundial dos 200 milhões de usuários durante o ano de 2018 e, para isso, precisa de levantar dinheiro que ajude a criar a plataforma que irá usar o blockchain, a tecnologia por detrás das criptomoedas. A criptomoeda da Telegram poderá vir a permitir aos usuários fazerem pagamentos através do aplicativo.

Ainda que a Telegram seja o primeiro aplicativo do ocidente a apostar nas criptomoedas, não é a primeira; antes, já o WeChat, um app com um enorme sucesso na China, integra um serviço de pagamentos, chamado de WeChat Pay.

Várias empresas estão apostando em criptmoedas e blockchain, algumas mesmo estão a pensar receber dinheiro através de ICO, devido ao interesse cada vez maior nas criptomoedas e pelo elevado preço do bitcoin.

Por exemplo, a Kodak apresentou na última semana a KodakCoin, uma moeda digital destinada aos fotógrafos. As ações da empresa de fotografia fecharam com um valor 114% superior ao que tinha aberto nesse dia.

A ICO da Telegram pode superar o recorde atual, estabelecido pela FileCoin no último ano, que arrecadou 257 milhões de dólares, perto de 824 milhões de reais. Uma ICO, que significa “Initial Coin Offering”, permite às empresas arrecadar fundos ao emitir tokens, ou criptomoedas.

Read also :

Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor