Criptomoeda da Venezuela atrai investimento da Turquia e Qatar

FinançasNegócios

O Petro, a nova criptomoeda da Venezuela, vai atrair investimento da Turquia, Qatar, Estados Unidos e Europa, indica o governo venezuelano.

O Petro, a nova criptomoeda da Venezuela, vai atrair investimento da Turquia, Qatar, Estados Unidos e Europa. A informação foi avançada pelo regulador de criptomoedas do país sul-americano.

O governo do presidente venezuelano Nicolas Maduro, que diz que o Petro ajudará a diminuir as sanções financeiras de Washington, marcou a primeira venda da criptomoeda para a próxima terça-feira.

Há quem acredite que as preocupações com a solvência financeira da Venezuela provavelmente limitarão o interesse dos investidores. Por outro lado, o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos alertou para que o Petro pode violar as sanções contra o país.

À margem de uma reunião política em Caracas, o vice-presidente venezuelano de criptomoedas Carlos Vargas afirmou que na terça-feira “haverá alguns anúncios sobre o início do processo” e que “certamente haverá muitos investidores do Qatar, Turquia e outras partes do Oriente Médio, embora europeus e americanos também participem”.

De qualquer maneira, o governo venezuelano continua a não fornecer detalhes completos sobre o Petro. Os conselheiros que trabalhavam para o governo do país recomendaram que 38,4% dos Petros fossem vendidos em um leilão privado com desconto de 60% sobre o preço de venda.

A Venezuela está sofrendo uma inflação de quatro dígitos e uma falta de alimentos e remédios, o que provocou incidentes de desnutrição e doenças evitáveis.

Read also :

Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor