Facebook planeja utilizar correio estadunidense

e-MarketingRedes Sociais

Um executivo sênior do Facebook anunciou nesse final de semana que a rede social vai começar a utilizar os correios estadunidenses para verificar a identidade e localização das pessoas que pagam por publicidade em campanhas eleitorais no país.

Um executivo sênior do Facebook anunciou nesse final de semana que a rede social vai começar a utilizar os correios estadunidenses para verificar a identidade e localização das pessoas que pagam por publicidade em campanhas eleitorais no país.

Essa é a mais recente tentativa da empresa liderada por Mark Zuckerberg para responder aos críticos que dizem que o Facebook, juntamente com outras redes sociais, como o Twitter, falhou na deteção e tardaram a responder à intervenção russa nas últimas eleições no país, que fez com que Donald Trump fosse eleito presidente dos Estados Unidos.

O Facebook anunciou a medida um dia depois do conselheiro especial Robert Mueler ter acusado 13 russos e três empresas russas de conduzir uma conspiração criminal e de espionagem através de redes sociais para interferir na eleição estadunidense a favor do republicano Donald Trump e contra a democrata Hillary Clinton.

Katie Harbath, diretora do programa de políticas do Facebook, explicou que o processo de utilizar cartas que contenham um código específico vai ser necessário para publicidade que mencione um candidato específico a concorrer para um cargo federal.

“Se compra publicidade a mencionar um candidato, vamos enviar uma carta e terá que utilizar o código para provar que está nos Estados Unidos”, disse Harbath, alertando que, ainda assim, essa medida “não vai resolver tudo”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor