Fintechs de cobrança crescem 226%

EmpresasFinançasNegócios

No ano em que o mercado brasileiro de fintechs cresceu 41% em relação a 2016, a Asaas viu o faturamento aumentar para R$ 6 milhões em 2017.

No ano em que o mercado brasileiro de fintechs cresceu 41% em relação a 2016, a Asaas — startup financeira de Joinville (SC) que tem uma plataforma de gestão de cobranças e pagamentos para MEIs e pequenas empresas — viu o faturamento aumentar de R$ 1,8 milhão em 2016 para R$ 6 milhões em 2017, uma variação de 226%.

O foco do negócio são os 23,3 milhões de empreendedores individuais brasileiros que podem recorrer à tecnologia para receber pagamentos por meio de cartões de crédito e débito, emitir boletos bancários e notas fiscais, além de gerenciar as finanças por meio de um aplicativo para celular e plataforma web.

As micro e pequenas empresa que já usam a plataforma foram responsáveis por transacionar R$ 320 milhões no ano passado, um crescimento de 209,5% sobre o Total Payment Volume (TPV) de R$ 104 milhões em 2016. Para atender a demanda, a empresa contratou mais 12 colaboradores ao longo do ano e hoje tem uma equipe formada por 34 pessoas.

“Trabalhamos para melhorar o relacionamento entre fornecedores e clientes. Por meio de uma plataforma de comunicação multicanal eficiente, tornamos todas as cobranças entre eles algo simples e profissional, atendendo negócios, formais ou não, que anteriormente não teriam condições de adquirir esse tipo de tecnologia”, aponta Piero Contezini, CEO e cofundador da startup.

No ano passado, a Asaas recebeu um aporte no valor de R$ 2,5 milhões liderado pelo fundo Cventures Primus. Desde a fundação da fintech, em dezembro de 2013, foram mais de R$ 7 milhões investidos na empresa.

Para 2018, Piero Contezini afirma que o objetivo é alavancar a receita de outros produtos, como a NFS-e e o cartão de crédito pré-pago do Asaas, além de triplicar o volume total de pagamentos (TPV). A empresa oferece as soluções mesmo para empreendedores que não têm conta em banco, e não cobra mensalidade para a prestação do serviço de emissão de notas fiscais de serviço eletrônicas.

Read also :

Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor