Singapura quer regras para proteger investidores de criptomoedas

FinançasNegócios

O banco central de Singapura está avaliando se são necessários regulamentos adicionais para proteger os investidores de criptomoedas.

O banco central de Singapura está avaliando se são necessários regulamentos adicionais para proteger os investidores de criptomoedas, disse um funcionário em um discurso divulgado na quinta-feira.

A cidade-estado quer ser um centro de tecnologia financeira e das chamadas ofertas de moeda inicial (ICO) na Ásia, mas não está regulando as moedas virtuais e, no ano passado, pediu ao público que exerça “extrema cautela” sobre o investimento em criptografia.

O banco central está regulando atividades envolvendo moedas virtuais representarem riscos específicos. Por exemplo, impõe requisitos de combate ao branqueamento de capitais em intermediários que oferecem serviços de moeda virtual.

“Estamos avaliando se são necessários regulamentos adicionais para a proteção dos investidores”, disse Ong Chong Tee, vice-diretor-gerente (Supervisão Financeira), Autoridade Monetária de Singapura.

Outros países, como a Coreia do Sul, onde a comercialização de criptomoedas é mais popular, estão buscando maneiras de regular essa atividade.

A crescente popularidade das criptomoedas, principalmente de Bitcoin e Ethereum, tem aumentado as preocupações de vários países em todo o mundo dos riscos que essas criptomoedas representam. Para além disso, as ICOs apresentam um risco maior, dado que várias empresas têm projetos fracos, mas recebem investimentos milionários na mesma.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor