Subsidiária da Foxconn vai entrar em bolsa

EmpresasFinançasNegócios

A China aprovou a entrada de uma subsidiária de internet e industrial da Foxconn, maior fabricante de eletrônicos do mundo, na bolsa de Shangai.

A China aprovou a entrada de uma subsidiária de internet e industrial da Foxconn, de Taiwan, na bolsa de Shangai. Esta entrada em bolsa do maior fabricante de eletrônicos de contrato do mundo ajudará a financiar novos projetos.

A Foxconnn, tem como clientes empresas como a Amazon, Apple, Cisco, Dell, Huawei e Lenovo, e a Comissão Reguladora da China confirmou a aprovação da entrada de uma subsidiária da gigante eletrônica na bolsa de Shangai em declarações emitidas na quinta-feira.

Isso seguiu um relatório anterior da Reuters de que a unidade da Foxconn obteve a aprovação regulamentar para o IPO planejado.

A Foxconn, formalmente conhecida como Hon Hai Precision Industry Co, tem como objetivo listar a unidade, Foxconn Industrial Internet Co Ltd, na Bolsa de Valores de Xangai para ajudar a financiar projetos em fabricação inteligente, computação em nuvem e soluções 5G. De relembrar que a Foxconn tem sede em Taiwan.

A empresa disse anteriormente que cerca de 10% das ações da unidade seriam convertidas em ações flutuantes, com a Foxconn a segurar cerca de 85% das ações. Os acionistas da Foxconn aprovaram o plano em janeiro.

No mês passado, a empresa disse que planeja usar o produto da lista para financiar oito projetos totalizando 27,3 bilhões de yuans. A subsidiária faz dispositivos eletrônicos, equipamentos de serviços em nuvem e robôs industriais.

Vale lembrar que a Foxconn Industrial Internet obteve lucro líquido de 16,2 bilhões de yuans em 2017.

Read also :

Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor