Design Thinking otimiza trabalho de empresas

Gestão

Há alguns anos, o Design Thinking vem ganhando força nas empresas brasileiras que precisam enfrentar os desafios do dia a dia.

Há alguns anos, o Design Thinking, novo modelo de abordagem que visa olhar um problema de forma profunda, vem ganhando força nas empresas brasileiras que precisam enfrentar os desafios do dia a dia. Isso porque por meio de uma metodologia, os profissionais passam a entender o problema de forma tão complexa que acaba sendo possível testar, avaliar e só depois criar uma solução para a questão. Entende-se, então, por Design Thinking metodologia para resolução dos problemas complexos.

Mas, para conseguir desenvolver uma abordagem de Design Thinking, três pilares são fundamentais em todo o processo: Empatia, Colaboração e Experimentação. Segundo a Descola, escola online de inovação e empreendedorismo, a metodologia foi pensada para ser uma forma colaborativa, pluralista e com um objetivo de construir futuros melhores, centrando os esforços no ser humano, causando a aceleração da inovação e a solução de problemas complexos. Assim, é possível otimizar os trabalhos e ampliar os resultados.

Entre os principais pilares que sustentam a abordagem do Design Thinking estão:

Empatia: Entende-se por empatia a capacidade de compreender o outro, se colocando no lugar dele. É preciso entender suas experiências, suas vivências e os contextos que norteiam seus comportamentos e decisões. Assim, é possível que se aprofunde em suas necessidades e limitações para construir uma visão multidisciplinar que auxiliem o desenvolvimento da empresa e dos projetos em geral.

Colaboração: Um dos principais pontos do trabalho de Design Thinking. É preciso agir com outra pessoa de forma coletiva, pois só assim é que surge a inovação, com interação e colaboração entre pessoas com diferentes perfis. As soluções não são criadas sozinhas, e justamente por isso, o Design Thinking incentiva o compartilhamento e troca de experiências, dificuldades e formas de pensar.

Experimentação: Experimentar é testar, observar e analisar possibilidades relacionadas a um contexto ou circunstância. O objetivo deste pilar é tirar uma ideia do papel e colocar em prática com diferentes pessoas, avaliando feedbacks e transformando essas informações em solução. Quando se tem a possibilidade experimentar, é possível descobrir novos caminhos e evitar erros simples.

De modo geral, o Design Thinking pode ser aplicado em diversas situações, tanto no dia a dia e na vida pessoal, quanto na criação de serviços e produtos inovadores. É uma metodologia que permite com que as empresas encontrem novas soluções para os mesmos problemas.

Na Descola, o curso online de Design Thinking aborda os três principais pilares da metodologia, além de falar sobre os desafios complexos, como gerar empatia, resolver problemas de forma colaborativa e como gerar impacto social. São mais de 10 horas de duração e 10 diferentes professores especialistas no assunto. O curso é disponibilizado por meio de vídeoaulas que são distribuídas em capítulos de até 7 minutos, além de contar também com materiais complementares que ficam disponíveis para o aluno por tempo ilimitado.