IBM: estudo mostra que entrevistados querem manter home office

Empresas

A pandemia acompanha grandes mudanças e diferenças em atitudes individuais em relação à Covid-19

O mais recente estudo mensal Covid-19 Consumer Study, do IBM Institute for Business Value (IBV) diz que os entrevistados querem manter o home office mesmo após a pandemia.

Feito em agosto, o estudo entrevistou 14.500 adultos no Brasil e em sete outros países (Alemanha, China, Espanha, Estados Unidos, Índia, México, e Reino Unido) e diz que as  empresas devem reconhecer as visões de seus consumidores e funcionários, e perceber que pode haver grandes diferenças em atitudes individuais em relação à COVID-19.

No campo do trabalho remoto, após a pandemia, 52% desejam continuar trabalhando exclusivamente em casa ou com idas ocasionais ao local de trabalho; enquanto isso, 25% querem voltar, mas ainda desejam poder trabalhar de casa ocasionalmente e apenas 10% querem voltar a trabalhar todos os dias no escritório.

Os comportamentos de compra também estão mudando diz o estudo da IBM: 54% dos entrevistados já utilizaram ou gostariam de utilizar um caixa de self-checkout na loja, ou autoatendimento, no comércio. Já 69% realizaram ou gostariam de fazer um pedido via aplicativo móvel e 58% já interagiram ou gostariam de receber atendimento virtual via chat.

Ao momento, apenas 29%, 43% e 20%, respectivamente, utilizaram esses tipos de serviços antes da pandemia.

Read also :