Oi lança plano de reestruturação

EmpregoGestão

O operador Oi lançou plano de demissão voluntária para cortar 2.000 postos de trabalho e negocia a venda de vários ativos, como torres e alguma da sua fibra ótica.

A Oi apresentou uma estratégia de reestruturação e lançou um plano de demissão voluntária para  cortar 2 mil postos de trabalho, o equivalente a 15% do quadro de funcionários da companhia.

A notícia surge em meio a um processo de recuperação judicial e antes de um leilão de ativos marcado para os próximos meses.

Os colaboradores que aderirem ao Plano levam a indenização relativa ao tempo de trabalho, extensão de benefícios como plano de saúde, plano odontológico e seguro de vida.

No fim da recuperação judicial, a Oi promete um novo perfil de gestão operacional.

Em nota, a operadora refere que “este processo resulta na evolução do modelo de negócio e naturalmente em uma necessidade de readequação de estruturas organizacionais”.

De acordo com a empresa, este é o primeiro grande corte desde 2016.