Serviços digitais para trabalhadores são os mais acessados no Gov.Br

ProjetosSetor Público

Nesta semana, portal único do Governo Federal atingiu a marca de mil serviços digitalizados.

O portal único Gov.Br atingiu a marca de mil serviços digitalizados nesta semana e cerca de 400 foram migrados no início da crise da Covid-19 até agora.

Segundo anunciou nota do Governo do Brasil, os serviços mais procurados, nos últimos 30 dias, são “o saque do Abono Salarial, a obtenção da Carteira de Trabalho e a solicitação do Seguro-Desemprego“.

Também estão na lista a inscrição no Cadastro Único para programas sociais do Governo Federal, a emissão de certidão de antecedentes criminais e o Meu INSS.

“São serviços que atendem a toda a população brasileira. Ao trabalhador, por exemplo, o seguro-desemprego e a carteira de trabalho digital. Ao motorista, a carteira digital de trânsito, e aos beneficiários do INSS todos os serviços estão disponíveis na palma da mão, 24 horas por dia, sete dias por semana”, disse o secretário de gestão digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro.

Recorde-se que a meta do Ministério da Economia é digitalizar cem por cento dos 3,8 mil serviços do Governo Federal até 2022. Hoje, 81,2 milhões de pessoas são usuárias do gov.br para acessar os serviços públicos de forma digital.

Já o número de acessos ao portal “passou de 4 milhões em janeiro deste ano para os atuais 15 milhões mensais, em setembro”, diz a mesma nota.

Tanto o cidadão quanto o governo ganham com a digitalização dos serviços públicos. Os usuários poupam tempo ao não precisarem se deslocar a um ponto de atendimento e isso significa também menos gastos. O Governo economiza ao eliminar burocracia, reduzir o uso de papel e de pessoal para o atendimento, por exemplo.

De acordo com o Governo Federal, “dos cerca de R$ 2 bilhões poupados anualmente com a estratégia de transformação digital, R$ 1,5 bilhão é economia para sociedade e outros R$ 500 milhões, para o governo”.

Read also :