Operadoras brasileiras não aceitam reunião com embaixador dos EUA

5GMobilidade

As operadoras nacionais preferiram não comparecer na reunião pedida pelo embaixador da América no Brasil. Em causa o 5G e o possível banimento da Huawei.

Ainda que o governo brasileiro esteja a estudar uma aliança com Estados Unidos e Japão, as operadoras nacionais buscam manter a sua distância relativa às discussões envolvendo o possível banimento da Huawei do 5G por cá.

Recentemente, o governo dos EUA ofereceu um financiamento para a compra de equipamentos às operadoras, assim como também o embaixador do país no Brasil, Todd Chapman, as convidou para uma reunião a acontecer em São Paulo.

Contudo, vários especialistas disseram que o convite não foi bem aceito pelas empresas que acabaram não comparecendo a este encontro.

As operadoras acham impróprio um encontro entre autoridades de um país estrangeiro com empresas do Brasil, sem estar também presente o governo local.

Recorde-se que um possível banimento da Huawei ainda é motivo de discussões no seio do Governo Bolsonaro, porque o Brasil corre o risco de se indispor com a China, um seu importante maior parceiro comercial.

De acordo com a Folha, a embaixada dos EUA não quis comentar o assunto assim como as quatro operadoras nacionais envolvidas.

Read also :