SAP SE foi conhecer os desafios das organizações na área da gestão

Empresas

Pesquisa da SAP e da Oxford Economics revela para onde vai o dinheiro e aponta as preocupações de executivos.

Não mais de 23% dos executivos das áreas de procurement e cadeia de suprimentos contam com uma visão clara, automática e em tempo real das despesas em geral feitas em suas empresas.

Essa é uma das conclusões do estudo Agile Procurement Insights conduzido pela SAP SE em colaboração com a Oxford Economics.

O levantamento apontou ainda que 49% dos gestores continuam analisando dados manualmente para fundamentar a tomada de decisão.

Um subconjunto dos executivos participantes da pesquisa está obtendo resultados de negócios mais sólidos. Os líderes têm investido em tecnologia e digitalização dos processos para ajudar suas organizações a se anteciparem ao inesperado.

A pesquisa resultou em cinco relatórios que examinam as principais áreas de gestão de despesas e discutem o que os líderes fazem para se diferenciarem: líderes visionários; desempenho baseado em boa gestão da área de compras e supply chain; gerenciamento de riscos do fornecedor mostra progresso, mas há muito espaço para melhorias; colaboração estreita com fornecedores precisa ir além das transações, e categoria de despesas significativamente subgerenciada: força de trabalho externa.

“O estudo mostra que a área de compras se torna cada vez mais estratégica para os negócios e a importância de ter a visibilidade completa dos projetos de suprimentos, dos gastos diretos, indiretos e de serviços e a gestão completa da cadeia de suprimentos diferenciam as empresas que se mostram mais resilientes e ágeis para a tomada de decisão”, explica Silvio Abade, vice-presidente da SAP Ariba no Brasil.

O estudo surge baseado em uma pesquisa com mil executivos das áreas de procurement e cadeia de suprimentos, bem assim como responsáveis ​​por despesas diretas e indiretas relacionadas a bens, serviços e profissionais externos.

Ele foi elaborado para ajudar a compreender a influência das atividades de procurement nas empresas mas também o estado atual da colaboração com fornecedores e o impacto da tecnologia e da digitalização dos processos nas funções de procurement.

 

Read also :