EUA penalizam Rússia por causa de ciberataques

CyberwarSegurança

Em causa estão ações de interferência nas eleições presidenciais de 2020 bem como a eventual participação no ataque à norte-americana SolarWinds.

O presidente da América, Joe Biden, deu uma ordem executiva que aplica uma série de sanções à Rússia.

Em causa estão ações de interferência nas eleições presidenciais de 2020 bem como a eventual participação no ataque à norte-americana SolarWinds.

Assim, 32 pessoas e entidades estão sendo penalizados pelos ciberataques “sob direção do governo Russo” e também por “suportar o ciberprograma dos Serviços de Inteligência Russos”.

Enquadrado nas mesmas ocasiões, a América está ainda expulsando 10 diplomatas russos e a impor restrições econômicas.

Segundo um comunicado da Agência de Segurança Nacional, da Agência de Segurança Cibernética e Infraestrutura e do FBI foram apontadas “vulnerabilidades de software que o SVR usa para obter acesso aos dispositivos e redes das vítimas”.

Segundo este mesmo comunicado, o presidente russo, Vladimir Putin, autorizou “operações de influência destinadas a denegrir a candidatura do presidente Biden” por via de ciberataques.

Read also :