Governo quer aumentar conectividade no campo

Mobilidade

Estudo apresenta os principais desafios para aumentar o acesso à internet no campo e oferecer acesso às novas tecnologias.

Ampliar a conectividade no campo e oferecer ao meio rural brasileiro acesso às novas tecnologias.

Esse é o objetivo do Governo Federal, que vem desenvolvendo ações para otimizar a produção e elevar o agronegócio a novos patamares de inovação e competitividade.

Um estudo desenvolvido pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP) e apresentado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) mostra os gargalos digitais no campo e apresenta os desafios brasileiros a serem superados.

A pesquisa, chamada de Cenários e Perspectivas da Conectividade para o Agro, revela, por exemplo, que a cobertura de conectividade no setor, incluindo o modelo de telecomunicações 2G, 3G ou 4G, é de apenas 23%; e que para atingir um cenário de 50% da demanda de conectividade no meio rural, é necessário instalar pelo menos 4.400 antenas no país.

Para atingir a cobertura de 80 a 90% de sinal digital no campo, seria necessária a instalação de 15.182 antenas.

Um outro dado do estudo mostra que se o Brasil conseguisse atingir 50% de cobertura de conectividade no setor, haveria um aumento de 4,5% no valor bruto da produção agropecuária brasileira, o que geraria um adicional de cerca de R$ 47 bilhões na economia do país.

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, também acompanhou a divulgação do estudo e destacou a importância da tecnologia para o desenvolvimento do agro: “Durante muito tempo, o agro funcionou de forma pujante sem tecnologia, ou com pouca tecnologia. E agora, com a chegada do 5G, a gente vai conseguir mostrar realmente ao mundo o nosso poder, o poder do agro.”

Segundo o Ministério da Agricultura, com base nesse estudo, o Governo Federal desenvolveu um projeto-piloto, chamado de “Assentamentos Conectados”, para atingir escolas rurais e comunidades longínquas.

A ideia é levar, por meio de satélites geoestacionários, conectividade a 156 assentamentos rurais no Brasil em 134 municípios das regiões Norte e Nordeste. Até o momento, 51 pontos de conectividade já foram instalados nesses locais.