Empresas preferem “usar” do que comprar equipamentos de infraestrutura tecnológica

Negócios

Mais da metade das empresas consultadas já atua no modelo híbrido.

A maioria dos CIO já atua no modelo híbrido de contratação de infraestrutura de TI.

As conclusões são da Simpress que realizou um levantamento com cerca de 150 líderes de tecnologia de grandes empresas brasileiras durante o evento CIO Brasil, organizado pelo IT4CIO.

O estudo diz ainda que parte de seus hardwares é própria e parte é gerenciada por empresas terceiras através do modelo de outsourcing com gestão completa já inclusa.

“Essa é uma tendência sem volta”, avalia a Simpress, que atua nesse mercado há 20 anos.

Segundo a companhia, são vários os fatores que levam as empresas a priorizarem o outsourcing, locando a maior parte dos equipamentos de TI.

Entre eles estão a flexibilidade para aumentar o volume dos equipamentos de uma hora para outra, a economia gerada, a facilidade de manutenção e atendimento aos usuários, o foco da equipe de TI em atividades core, o gerenciamento mais efetivo do parque e até o descarte correto dos equipamentos, ao final do seu ciclo de vida.

Cerca de 55% dos entrevistados neste estudo afirmaram que suas empresas trabalham com modelo híbrido nos escritórios alugando e comprando equipamentos: 23% fazem outsourcing e 22% compram os equipamentos e soluções.

Em relação aos equipamentos, o outsourcing de impressão é utilizado por 26,4% da amostra, seguido pela locação de notebooks e desktops (25,4%) e pelo aluguel de smartphones e tablets (19,4%).

Read also :