5G: uma solução do futuro para os desafios do presente

Mobilidade

A segunda edição do Futurecom Digital Week mostra como a tecnologia da quinta geração vai mudar o que se conhece hoje no Agro, Indústria e Cidades Inteligentes.

Para os desafios de conectividade e impasses tecnológicos enfrentados hoje por diversos setores econômicos do Brasil está chegando a solução do 5G.

Cercada de expectativas, a tecnologia de quinta geração para o acesso, processamento e distribuição de dados em rede deve aportar em breve no País.

Todas as suas funcionalidades e benefícios serão amplamente discutidos e compreendidos durante a segunda edição do Futurecom Digital Week, que será 100% digital e será realizado entre os dias 8 e 11 de novembro.

Com o tema “Think the future, think ahead”, o evento mostra as principais aplicações do 5G no Brasil. A novidade desta edição é o Metaverso 1.0 Futurecom, uma experiência “que vai mudar o jeito de realizar eventos virtuais”.

“O Metaverso Futurecom é um espaço coletivo e virtual compartilhado que possibilita experiências imersivas e a interação entre soluções e consumidores corporativos”, destaca Hermano Pinto, diretor do Portifólio de Tecnologia e Infraestrutura da Informa Markets, responsável pelo Futurecom.

A experiência do Metaverso proporciona ao visitante a sensação de ser transportado para uma das quatro ilhas conectadas, onde os visitantes poderão interagir com as mais diversas tecnologias e soluções de transformação digital.

Em um mundo essencialmente conectado como o de hoje, o monitoramento e o controle de recursos são definitivos no que diz respeito ao sucesso de qualquer indústria e ramo da economia.

A tecnologia 5G possibilita avanços consideráveis em relação aos padrões anteriores uma vez “que permite tratar mais dispositivos conectados para atender as demandas de elementos conectados” (como IoT) – estima-se uma densidade de conexão superior a 1 milhão de aparelhos por metro quadrado.

A tecnologia aumenta a velocidade de conexão e traz um novo patamar de latência que, se era de 60 a 98 milissegundos no 4G, passará a ser de 1 milissegundo nessa quinta geração.

Read also :