Consultoria Capco lança estudo sobre tendências da digitalização no mercado de capitais

Mercado

Rápida identificação de oportunidades, democratização do desenvolvimento de sistemas e orquestração digital são os principais direcionadores.

A digitalização se tornou a resposta certa para empresas do mercado de capitais que buscam resolver problemas antigos e ganhar eficiência de forma rápida.

A variedade de soluções prontas para uso que surgiram nas áreas de Inteligência Artificial (IA), Machine Learning (ML), robótica, Processamento de Linguagem Natural (PNL), tecnologia regulatória (regtech) e registro distribuído (DLT) mostram vários caminhos para a otimização de custos e suporte para o crescimento da receita em uma indústria em transformação.

Em seu novo estudo “Como a digitalização pode ajudar as empresas do mercado de capitais a gerar mais valor”, a Capco, consultoria global de gestão e tecnologia dedicada ao setor de serviços financeiros, identificou as principais tendências desse movimento. Essas tendências são:

– Rápida identificação e teste das soluções com maior potencial e com a aplicação de metodologias ágeis, o que acelera a digitalização do mercado de capitais;

– Democratização do desenvolvimento dos sistemas com a participação das áreas de negócios, operações, parceiros e fornecedores, além de TI, com base em plataformas low code. Com isso, a digitalização não é mais algo apenas de uma área das empresas, mas refere-se ao negócio como um todo;

– Orquestração Digital, ou seja, gerenciar bem as mudanças e projetos em termos de planejamento, operação e investimentos, o que significa obter resultados mais alinhados com as necessidades do negócio com um ROI reduzido.

Para Manoel Alexandre Bueno e Silva, Head do Capco Digital Lab São Paulo, “neste material, exploramos a melhor forma de abordar a digitalização para ajudar a perceber o valor e as oportunidades no futuro próximo, bem como as principais considerações para as empresas do mercado de capitais que estão fazendo essa jornada”.