NICE cresce 28% na receita de soluções em nuvem

Negócios

Empresa informa crescimento de receita de dois dígitos em todas as regiões e segmentos de negócios e eleva previsão de receita para 2021.

A NICE anunciou seus resultados do 3º trimestre encerrado em 30 de setembro de 2021 com crescimento de 28% nas receitas de soluções em nuvem.

“Temos o prazer de relatar outro trimestre de crescimento acelerado, já que a receita total aumentou 20% no terceiro trimestre em comparação com o mesmo período do ano passado”, disse Barak Eilam, CEO da NICE.

“Os excelentes resultados refletem nossa liderança e o papel estratégico que desempenhamos em meio a quatro dinâmicas principais do nosso setor: nuvem, digital, IA e a mudança para plataformas”, disse ainda.

“Estamos testemunhando um forte e contínuo impulso em cloud, com crescimento de 28% na receita com soluções em nuvem no terceiro trimestre, bem como uma clara liderança de mercado global com mais de 725.000 agentes no CXone”, sublinhou Barak Eilam.

Já as receitas digitais “cresceram 78% no terceiro trimestre”, triplicando “o número de negócios no Enlighten impulsionados pela demanda por IA”.

Barak Eilam refere ainda que “boa parte desse sucesso está ocorrendo nos segmentos de ponta do mercado, onde testemunhamos um aumento de 46% em negócios com grandes empresas”.

Em termos de destaques financeiros GAAP para o terceiro trimestre do ano, a NICE revelou um aumento das receitas totais de 19,7%, para US$ 490,4 milhões, em comparação com US$ 409,8 milhões no mesmo período de 2020.

Já o lucro bruto e a margem bruta aumentaram para US$ 329,6 milhões e 67,2%, respectivamente, em comparação a US$ 269,7 milhões e 65,8%, respectivamente, no terceiro trimestre de 2020.

O lucro liquido da NICE totalizou US$ 47,2 milhões em comparação com US$ 50,7 no terceiro trimestre de 2020 e a margem de lucro líquido diminuiu para 9,6% em comparação com 12,4% no período em análise.

Face aos valores revelados, a NICE avançou com um aumento da orientação para o ano de 2021, no caso da receita total não-GAAP para o ano de 2021, que agora deve ficar na faixa de US$ 1,89 bilhão a US$ 1,91 bilhão.

A empresa aumentou também o lucro por ação não-GAAP para o ano de 2021, que agora deve ficar na faixa de US$ 6,43 a US$ 6,53.

Read also :