Activision Blizzard é acusada de esconder demissões por motivo absurdo

Funcionários da Activision Blizzard teriam sido ameaçados por discutir um processo contra a empresa, a empresa enfrentou desafios legais e reclamações no último ano. O CEO da empresa, Bobby Kotick, está sendo acusado de esconder informações de demissões por assédio.

publicidade
Fe de Kotick renuncie sorrindo
CEO da Activision Blizzard, Bobby Kotick, ainda tenta esconder informações de demissões por assédio. (Foto: Jordan Matter/Creative Commons)

Com a ajuda de um grande sindicato, funcionários da Activision Blizzard apresentaram uma queixa ao National Labor Relations Board (Conselho Nacional de Relações Trabalhistas).

A alegação é que a gigante de desenvolvimento e publicação de jogos tem intimidado, vigiado e interrogado seus trabalhadores para desencorajá-los a não falar sobre suas condições de trabalho, após denúncias de discriminação movido contra a empresa em julho de 2021.

publicidade

A Activision Blizzard está enfrentando outra reclamação ao National Labor Relations Board (NLRB): a de que está tentando impedir que os funcionários falem sobre suas condições de trabalho, apesar de seus direitos legalmente protegidos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

A Communications Workers of America (CWA) apresentou uma acusação trabalhista contra a empresa, alegando que ela disse aos trabalhadores que “eles não podiam discutir questões relacionadas ao processo de assédio sexual e discriminação movido pelo estado da Califórnia contra a empresa”, de acordo com um comunicado.

Funcionário da Activision Blizzard teria sido ameaçado

De acordo com a denúncia, um funcionário foi ameaçado por um gerente depois de postar um artigo sobre o processo no Slack e discutir a responsabilização da Activision Blizzard com outros colegas de trabalho.

publicidade

Segundo a ex-analista sênior de testes da Blizzard, Jessica Gonzalez, que é citada no comunicado de imprensa da CWA, a empresa tem um “padrão de retaliação contra os trabalhadores que se manifestam”, que só ficou mais forte à medida que a empresa enfrenta novos desafios legais e reclamações.

Em julho, o Departamento de Emprego Justo e Habitação da Califórnia processou a empresa, dizendo que as funcionárias enfrentavam “assédio sexual constante” de colegas de trabalho e gerentes e que eram discriminadas quando se tratava de promoções.

Desde então, houve uma enxurrada de acordos, processos, ações de funcionários e mudanças na empresa – junto com um escândalo depois que o governador da Califórnia, Gavin Newsom, foi acusado de se intrometer no processo do estado.

Mas essas são coisas que os funcionários devem poder discutir entre si, pois podem ter impactos muito reais tanto no trabalho quanto na vida pessoal.

publicidade

Esta não é a primeira vez que a CWA fez reivindicações sobre a Activision Blizzard ostentando os direitos dos funcionários. Em setembro de 2021, o sindicato anunciou que estava apresentando queixa ao NLRB, alegando que a empresa intimidava seus trabalhadores e estava envolvida em repressão sindical.

De acordo com a denúncia, os trabalhadores não apenas foram informados de que não podiam discutir suas condições, mas também foram vigiados e interrogados sobre sua atividade na organização .

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar