Claro implanta o 4,5G em Brasília

As primeiras células de transmissão com a nova tecnologia foram ativas assim que a Anatel liberou a utilização do novo espectro.  A nova tecnologia 4,5G, ou LTE-Advanced Pro, permite que se agregue várias faixas de frequência na mesma portadora da estação radiobase (ERB). Com isso, é possível usar o sinal de modo mais eficiente e obter melhor uso dos recursos da rede. 

publicidade

A expectativa da Claro é ter 100% da área de cobertura da região com a tecnologia 4,5G até o final deste ano – imediatamente após a liberação definitiva da faixa de 700 MHz, fruto do desligamento dos sinais de TV analógica na região.

“A Claro carrega em seu DNA o compromisso com a inovação. O LTE-Advanced Pro é mais um passo para a revolução da conectividade de pessoas e coisas (IoT). Traz a velocidade da fibra para a conveniência do smartphone. Os usuários, cada vez mais, ganharão experiências únicas e personalizadas, com conteúdos e aplicações avançadas disponíveis em todo lugar”, explicou José Felix, presidente da operadora.

Segundo a Claro apresentou na Coletiva, a ativação do 700MHz e a introdução da tecnologia 4,5G colocam a prestação do serviço móvel pessoal num novo patamar. “Estamos trazendo para Brasil o que existe de mais moderno no mundo, ao mesmo tempo em que chega em países mais desenvolvidos. E fomentando inovação em toda a cadeia de valor. Primeiro vem a rede, que agora ja está disponível. Depois vem os aparelhos, que precisam suportar plenamente estes novos requisitos. Depois vem o consumidor, que precisa aderir. Por fim, com o consumidor “dentro”, vem todo o ecossistema de conteúdo e aplicativos, para fazer uso da ultra velocidade do 4,5G”, afirmou Márcio Carvalho, diretor de Marketing da Claro..

publicidade

4G TURBINADO

Na prática, o 4,5G e a faixa de 700 MHz vão melhorar e acelerar ainda mais o 4G da Claro para todos os clientes. 

A faixa de 700 MHz tem mais alcance que o 2600 MHz (frequência atualmente utilizada para o 4G), além de melhor performance em ambientes fechados e ter maior capacidade de contornar obstáculos naturais ou prédios.

Nos aparelhos que já permitem a agregação de 3 frequências, a velocidade média deve subir para cerca de 100 Mbps, enquanto aparelhos 4G sem esta funcionalidade navegam em velocidades da ordem de 30 Mbps atualmente.

publicidade

Já medições com o 4,5G pleno, com ativação de técnicas avançadas de transmissão MIMO 4×4 e 256 QAM, tem apresentado velocidades acima de 200 Mbps, com picos de 400 Mbps.

Velocidades como estas permitem a popularização de aplicativos que exigem uso intensivo de dados, como jogos online e serviços de vídeo em alta definição (como o Claro video e o NOW, serviços da Claro). 

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar