Conheça o peixe raro que foi visto recentemente por cientistas; veja vídeo

Nas profundezas das águas da Baía de Monterey, pesquisadores da Califórnia filmaram um peixe de águas profundas extremamente raro, o Peixe Dragão.

publicidade

 

Foto do Peixe Dragão
(Imagem: Divulgação/MBARI)

À primeira vista, o pequenino parece um charuto de bronze brilhante flutuando na ponta, mas o movimento febril de sua cauda revela a verdadeira identidade da criatura.

publicidade

Uma espécie incrivelmente rara de peixe-dragão do fundo do mar com um tom de bronze metálico cintilante foi observada na ‘zona crepuscular’.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Cientistas marinhos filmaram o peixe-dragão (Bathophilus flemingi) a 300 metros de profundidade em Monterey Bay, Moss Landing, Califórnia.

A filmagem mostra o peixe elegantemente nadando pela água, como uma caneta Parker de bronze ou um torpedo elegante caindo no ar.

publicidade

Esta espécie – sendo a mais rara de todos os peixes-dragão – tem a pele lisa e uma cor bronze que pode ajudar na camuflagem para a caça.

Embora sejam fortes nadadores, preferem ficar à espreita e emboscar peixes e crustáceos desavisados.

O vídeo foi filmado por especialistas do Monterey Bay Aquarium Research Institute (MBARI) durante uma recente expedição a bordo de seu navio de pesquisa Western Flyer, usando um submarino não tripulado, operado remotamente (Remotely Operated Vehicle, ROV), equipado com uma câmera de vídeo 4K de resolução.

O submersível havia descido para a zona crepuscular (também conhecida como zona mesopelágica), que se estende de 660 pés (200 metros) a 3.300 pés (1.000 metros) de profundidade.

publicidade

A zona crepuscular começa onde apenas um por cento da luz chega e termina onde não há luz alguma.

Há tão pouca luz nesse nível que a vida marinha precisa depender de silhuetas fracas para encontrar presas.

Pesquisadores do MBARI observaram alguns peixes-dragão diferentes nas profundezas da Baía de Monterey, mas este é o mais raro que encontramos“, disse o instituto em comunicado.

O peixe-dragão pode ter até 16,5 cm de comprimento, embora os pesquisadores não tenham capturado esse espécime em particular, então as medições não foram feitas.

Assim como outras criaturas na zona do crepúsculo, o peixe-dragão usa um truque chamado contra-iluminação – o que significa que usa a luz para mascarar sua silhueta, ajudando-o a se misturar com o ambiente quando precisa se esconder.

De acordo com Bruce Robison, cientista sênior do MBARI, sua cor de bronze metálico absorve os restos de luz azul que chegam às profundezas, tornando o peixe quase invisível.

Mas quando acendemos nossas luzes brancas, é simplesmente lindo”, disse Robison ao Live Science .

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar