opiniao

Por que o brasil deve se atentar para o compliance no futebol e em outros mercados

  Compliance no esporte é pouco discutido aqui no Brasil, inclusive quando o assunto é futebol. Logo já pensamos em todas as transações multimilionárias que os clubes de futebol brasileiros investem para repatriar atletas e bancar grandes promessas. Mas no fim, o cenário é de endividamento. Recentemente a Federação Paulista de Futebol (FPF) anunciou a criação

Encontrando os dados certos entre os detritos

No mundo moderno, a maioria das pessoas vive soterrada por uma constante avalanche de dados que precisam ser decifrados rapidamente. Como resultado, algumas decisões são tomadas subconscientemente, enquanto outros fluxos de dados exigem nossa atenção e um processo de reflexão cuidadoso.

Por que considerar a nuvem híbrida em 2017?

A nuvem híbrida deverá ser uma das maiores e mais valiosas oportunidades de tecnologia para as empresas em 2017 e nos anos seguintes. Para aproveitar essa oportunidade, as organizações precisam aplicar os mesmos princípios que utilizam para manter múltiplos data centers para o armazenamento de dados na nuvem.

O que administrará o administrador na era do SDN?

O gerenciamento de redes sempre foi uma tarefa complexa, sobretudo quando feito em escala industrial. Durante muito tempo a comunidade de TI esperou por uma tecnologia para simplificar a administração de redes, e quando ela chegou, os sentimentos se tornaram difusos. Primeiro houve a esperança, depois a negação e, por fim, o medo. Afinal, ao automatizar uma rede, para onde iriam os profissionais que a faziam?

Desenvolvendo habilidades para o mundo da TI híbrida

Na era da cloud, o profissional de TI é forçado a adotar novas funções e assumir novas responsabilidades para as quais pode não se sentir capacitado. As empresas estão se tornando cada vez mais híbridas e, embora a nuvem possa parecer algo intimidador, desenvolver as habilidades certas pode fazer você decolar.

Unificação de dados previne doenças e reduz custos

Investir em prevenção é sempre um bom negócio, principalmente quando falamos de saúde. Em tempos de retração econômica, as operadoras de planos de saúde enfrentam um mercado mais desafiador. Uma saída viável, que requer um investimento menor, é a potencialização do uso de dados.

Opinião: Cibersegurança em um mundo com Inteligência Artificial

Os entendidos em ficção científica acreditam que Inteligência Artificial é sobre encontrar padrões, aprendendo com os erros, dividindo problemas, e adaptando-se para conseguir objetivos específicos. Mas na verdade IA é uma série de ferramentas de lógica incríveis que permitem progressão metodológica no processamento de dados. Parece complexo, mas quando olhamos para seus componentes base torna-se fácil de entender.

O Estado, as startups e a tecnologia: um incentivo fornecido por contratos públicos

Não é apenas a tão aclamada combinação de empreendedorismo e venture capital que tem transformado muitas jovens empresas de tecnologia em grandes players e líderes de nos Estados Unidos. O Estado também desempenha papel decisivo como cliente público que confere um selo de qualidade, ou seja, um cliente que transforma um investimento em uma aposta segura e contratos lucrativos, tendo em conta seus próprios interesses.

Ameaças avançadas demandam uma nova abordagem para a segurança do endpoint

Uma nova onda de malware avançado está buscando lacunas nas defesas dos endpoint convencionais e novas formas de explorá-las. Esses malwares usam técnicas como criptografia e polimorfismo para mascarar sua verdadeira intenção, atingindo as empresas com ataques de “dia-zero”, os quais as ferramentas de segurança baseadas em assinatura não conseguem identificar.

Realidade virtual transformará a forma de se comunicar

Quem assistiu ao clipe “Amazing” da banda norte-americana Aerosmith durante a década de 1990 não imaginava que a realidade virtual seria muito mais do que uma ferramenta para satisfazer desejos além do alcance. Embora ainda seja vista por muitos como uma tecnologia voltada apenas para o entretenimento, a realidade virtual oferece inúmeras possibilidades e deve transformar a forma como as empresas se comunicam com os consumidores e colaboradores internos.

Open Data Center a serviço da inteligência coletiva

Tradicionalmente, os data centers são ambientes robustos, seguros e responsáveis pelo processamento das informações de empresas de todos os segmentos e portes. Na era digital, colocar essas estruturas a serviço da inteligência coletiva por meio dos conhecimentos em Big Data, Mining, Computação Cognitiva e Machine Learning aplicados em uma oferta de Insight-as-a-Service, traria um grande valor agregado às empresas de determinados segmentos.

O imenso desafio de gerir informações

O mundo está cada vez mais tecnológico e o conteúdo audiovisual necessita alcançar um público mais abrangente por meio de múltiplas plataformas. Essa evolução fez com que anunciantes e agências aumentassem consideravelmente o volume de informações para a criação de suas campanhas. Porém, isso trouxe novos desafios para o gerenciamento desses imensos volumes de ativos digitais e a busca por novas soluções para suprir a demanda.

Cidades inteligentes e a análise de dados na gestão pública

No ano passado, a McKinsey & Company divulgou um estudo apontando que as cidades inteligentes vão movimentar em todo o mundo algo em torno de US$ 2 trilhões até a próxima década. Paralelamente, a Frost & Sullivan apontou que teremos mais de 50 bilhões de dispositivos conectados até 2020. No Brasil, segundo o IDC, é bem possível que o mercado de Internet das Coisas seja duplicado até o final da década atual, movimentando algo superior a US$ 13 bilhões.

Blockchain: já é uma realidade?

De forma cíclica e recorrente, sempre estamos diante de alguma revolução. Novas maneiras de relacionamento com pessoas, famílias, empresas e governos são apresentadas, com a promessa de mudar tudo e nos colocar num patamar mais elevado do desenvolvimento humano e social. Algumas tecnologias recentes nos afastaram, mas já existe uma nova que promete nos reaproximar. Sim, estou falando de blockchain.

O verdadeiro papel de um data center na transformação digital

Transformação digital não é apenas mais uma buzzword. Multicloud, Big Data, DevOps, IoT, contêineres, mobile… A tecnologia avança rápido e cada nova descoberta promete revolucionar negócios e gerar novos fluxos de receitas. A onda que se forma há algum tempo chega agora a um ponto importante em sua trajetória. As mudanças trazidas pelas novas tecnologias fazem com que empresas de diferentes setores enfrentem pressões competitivas sem precedentes. E essa jornada rumo ao digital começa com data center.

Por que toda companhia precisa modernizar sua fábrica de software?

Há décadas, o software é parte fundamental de qualquer negócio, estando presente todas as áreas de uma empresa, como vendas, marketing, desenvolvimento, recursos humanos e finanças. Mas, na economia digital, o software deixou de ser apenas um mecanismo para aumentar a eficiência do negócio e se tornou uma ferramenta primordial no engajamento dos clientes. Hoje, a entrega contínua e a alta qualidade da experiência digital dos clientes são a base do sucesso de marcas e dos negócios.

As Fintechs e seu papel fundamental para trazer inovação aos bancos

A concorrência acirrada entre as instituições bancárias vem fazendo com que cada vez mais elas corram atrás de tecnologias inovadoras para se destacar no mercado e sair na frente nessa disputa. Um estudo da Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) realizado pela Deloitte mostrou que, em 2015, o Brasil ocupou o 7º lugar em gastos com TI no setor bancário, em relação às 10 maiores economia globais.

A Transformação Digital do Brasil: IoT e o desenvolvimento urbano

Para reduzir custos, aumentar a eficiência dos serviços prestados e gerar renda, governos do mundo todo estão investindo na Internet das Coisas (IoT), conectando pessoas, processos, dados e informações. Essa transformação digital é fundamental para diminuir a lacuna entre as expectativas dos cidadãos em relação aos serviços públicos. Ao mesmo tempo, os governos precisam gerar novas fontes de renda, simplificar a comunicação das pessoas e criar serviços inovadores em prol do crescimento econômico.

Experiência do cliente em 2017: 10 tendências da era digital

O ano de 2017 está apenas no primeiro trimestre e já se mostra o ano dos Digital Makers, ou os “produtores digitais”. Eles serão os mais procurados para liderar esta fase de transformação digital que requer metodologias ágeis, um DNA inovador, e uma gestão evolutiva para lançar inovações.

Três maneiras da Internet das Coisas transformar o serviço em campo

Juntos, a Internet das Coisas (IoT) e o Big Data estão remodelando a maneira como fazemos compras, interagimos com os dispositivos e trabalhamos. Não consegue encontrar suas chaves? Isso não é mais um problema. Acabaram as toalhas de papel? Basta gritar com Alexa, e elas aparecem em sua porta.

Varejo móvel: 7 dicas para transformá-lo no centro da sua estratégia

Com o início do ano ainda recente, temos a chance de fazer novas e ousadas previsões, além de também projetar novas soluções. 2017 será o ano em que os clientes poderão finalmente ser ‘mobile-only’. E vale lembrar que nos últimos três anos, ouvimos falar muito de ‘mobile-first’. O celular estará no centro de qualquer nova organização iniciada em 2017.

Tecnologia para impulsionar o Brasil

Transformação é a palavra-chave para o Brasil para este e os próximos anos. Em todos os segmentos, o cenário é de oportunidades. Se soubermos aproveitar as janelas que estão-se abrindo, sobretudo em setores – e são muitos – que podem ser alavancados pelas inúmeras ferramentas e novidades tecnológicas já disponíveis.

Opinião: Flexibilidade na era digital

Temos ouvido muito no meio corporativo sobre a urgência da integração da vida pessoal e profissional, a partir das comunicações unificadas. Muitas pessoas são a favor desta união, com ressalvas, e outras são contra. Diante do mundo dinâmico atual é preciso atingir um equilíbrio e contar com as ferramentas de trabalho remoto para realizar as atividades profissionais de onde, como e quando quiser. Oferecer flexibilidade aos funcionários significa ter profissionais mais satisfeitos e mais produtivos.

5 pontos em que o e-commerce precisa evoluir no Brasil

Não dá para dizer que o e-commerce brasileiro vai mal. Mesmo com a crise financeira que atinge o país há alguns anos, prejudicando alguns dos mais sólidos setores da economia nacional, o comércio eletrônico mantém-se com boas perspectivas. Segundo a Abcomm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), o varejo online deve manter o crescimento de dois dígitos nos próximos anos.

Aumento da confiança na nuvem traz mais preocupações com a segurança

No final do ano passado a Intel Security fez uma pesquisa com 100 executivos brasileiros responsáveis pela segurança corporativa em suas organizações. Um dos dados mais marcantes foi que 97% dos entrevistados disseram que a empresa onde atuam confia mais na computação em nuvem hoje do que há 12 meses. E a grande maioria (94%) deve aumentar o investimento em nuvem neste ano.