Tribunal de Recurso nos EUA reacende processo contra a Apple

Essa decisão reacende a disputa legal que deu entrada originalmente em 2012, em que um grupo de usuários do iPhone processou a Apple por práticas anticoncorrenciais.

publicidade

A empresa de Cupertino alegou que os usuários não poderiam processar a Apple porque a compra é feita aos desenvolvedores dos apps e não diretamente à tecnológica. A companhia disse ainda que apenas se limita a alugar espaço aos desenvolvedores, os quais pagam um fee em troca de venderem na App Store.

Nessa altura, o Tribunal deu razão à Apple mas agora o Juiz William A. Fletcher decidiu que os detentores de iPhone compram os aplicativos diretamente à empresa, o que abre a possibilidade de os usuários processarem a gigante tecnológica.

Segundo a agência noticiosa, a Apple não quis fazer comentários a essa situação.

publicidade

 

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar