Ataques virtuais deram prejuízo de US$ 10,3 bilhões a brasileiros em 2016

Segurança
0 1 Sem Comentários

Relatório anual da Norton indica um aumento de 10% no número de ataques virtuais em todo o mundo e revela que no Brasil, um total de 42,4 milhões de pessoas foram afetadas.

O relatório anual Norton Cybersecurity Insights Report, que levantou dados com entrevistas a mais de 20.907 usuários de dispositivos em 21 países, incluindo o Brasil, mostra um crescimento de 10% na quantidade de ataques virtuais em todo o mundo em 2016 na comparação com o ano passado. No Brasil, apenas este ano, um total de 42,4 milhões de pessoas foram afetadas e tiveram um prejuízo de cerca de US$ 10,3 bilhões.

Chama a atenção o fato de que o usuário cada vez mais se descuida de sua própria segurança. É cada vez maior o número de infecções por meio de phishing, invasão de dispositivos de IoT (Internet das Coisas) e de redes Wi-Fi, além da falta de cuidado com as crianças na internet.

Isso tem se dado pela confiança excessiva dos usuários em seus dispositivos conectados. De acordo com a pesquisa, 1 em cada 5 usuários de dispositivos conectados não tem nenhuma medida de proteção neles; quase a metade (44%) dos usuários entrevistados ​​não acredita que o número de usuários de dispositivos conectados é o suficiente para atrair a atenção dos hackers; e 62% acreditam que os dispositivos já foram projetados com segurança virtual (apesar de os pesquisadores identificaram brechas de segurança em 50 dispositivos diferentes, de termostatos a dispositivos de gerenciamento de energia e até mesmo câmeras de segurança).

Metade dos consumidores reconhece que tornou-se mais difícil ficar seguro online do que no mundo real, mas 1 em cada 3 consumidores nunca usa uma Rede Virtual Privada (VPN) ao conectar-se a uma rede Wi-Fi; 3 em cada 10 não conseguem detectar um ataque de phishing e ainda clicam em links de remetentes que não conhecem ou abrem anexos suspeitos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor