Dell mantém liderança no Brasil

EscritórioNegóciosPC

A Dell concentrou 27% de todas as unidades vendidas no mercado de PCs (notebooks, desktops e workstations) durante o primeiro trimestre de 2018.

A Dell registra o 13º trimestre consecutivo na liderança do mercado brasileiro de computadores (notebooks, desktops e workstations), com 27% das unidades vendidas no segmento entre janeiro e março de 2018, de acordo com o relatório Brazil PC Tracker 2018Q1 da consultoria IDC. A empresa obteve um crescimento de 24,7% nas vendas, em comparação com o mesmo período do ano passado.

A Dell também lidera as vendas de computadores na divisão pelos principais segmentos, como o de usuários domésticos (com 21,1% de participação), pequenas empresas (25,1%) e companhias de médio e grande porte (44,2%). A marca também obteve seu novo recorde de participação no mercado isolado de desktops, no qual respondeu por 31,2% das vendas totais no período.

“O mercado tem reagido positivamente à estratégia do desenvolvimento de um portfólio focado em oferecer diferenciais e benefícios customizados à necessidade de cada usuário, seja um consumidor final adquirindo seu primeiro equipamento para iniciação no mundo digital até as demandas mais complexas de grandes corporações, preocupadas com segurança e gerenciamento de sua base instalada de PCs”, explica Diego Puerta, vice-presidente para consumidor final e pequenas empresas da Dell no Brasil. “O crescimento do segmento de computadores reforça nosso entendimento de que o PC está consolidado como a principal ferramenta de produtividade em um ambiente movido pela transformação digital em que vivemos”, conclui.

Entre os investimentos mais recentes nesse segmento, a Dell ampliou sua oferta focada nas pequenas e médias empresas (PMEs), anunciando uma família completa de notebooks e desktops com a marca Vostro e um novo formato de atendimento exclusivo para o setor. “Queremos impulsionar a produtividade dessas empresas através da tecnologia. Para isso, oferecemos consultores especializados, que atuam como um braço da TI, permitindo que os pequenos empresários foquem sua atuação diretamente em seus negócios”, descreve.