opiniao

Fator humano: o principal componente da segurança da informação

A proteção de dados confidenciais nas empresas é baseada no componente técnico e no fator humano. De acordo com as últimas tendências de desenvolvimento da segurança da informação o foco passa a ser o indivíduo. Isto é evidenciado por tecnologias tais como: UEBA (User and Entity Behavior Analytics), UBA (User behavior analytics), SUBA (Security User Behavior Analytics) e outras ferramentas de análise de comportamento de usuários, que visam detectar ameaças presentes.

Jornada para a nuvem: um caminho que não se deve percorrer sozinho

A computação em nuvem é um dos pré-requisitos na trajetória da transformação digital de qualquer empresa. Arquitetar uma infraestruturacloud-centric capaz não só de pavimentar um caminho para o futuro da TI, como de atender às necessidades muito específicas de cada empresa, é um projeto sem volta. Mas, a pergunta é: por onde devo começar? Quais os pontos mais importantes a se considerar neste desafio de migração para a nuvem?

Opinião | Construindo uma internet mais segura para os jovens

A internet tornou-se parte fundamental da nossa vida. Ela nos conecta a pessoas do mundo inteiro e permite inúmeras oportunidades devido ao seu grande alcance. Apesar da confiança que depositamos nela, seja para buscar soluções para um problema ou enviar trabalhos de escola ou relatórios do trabalho, a internet não é um espaço 100% seguro. Na verdade, ela é muitas vezes usada com intenções que visam danificar outras pessoas. E com o número de usuários maior a cada ano – 404 milhões de usuários da internet na América Latina e no Caribe em 2017 e mais de 60% são jovens entre 15 e 24 anos – a responsabilidade também aumenta.

Opinião | A nova era da TI Analítica e seu papel para o sucesso nos negócios

O que faz uma empresa ser considerada um sucesso? Muitos podem afirmar que é a quantidade de clientes, outros que é a receita gerada ao final de cada mês, enquanto alguns dirão que é a presença de uma marca em diferentes mercados e regiões do planeta. Mas, o que de fato faz a diferença entre vencer e fracassar no mundo dos negócios é a maneira como são tomadas as decisões críticas que impactam em todos os pontos citados acima.