Curso on-line oferece capacitação para o mercado de trabalho

Negócios

O curso é totalmrente gratuito é voltado para jovens de 16 a 25 anos inscritos no Cadastro Único para programas sociaisCompartilhe:

Capacitação on-line e gratuita para buscar uma vaga no mercado de trabalho.

É o que está oferecendo o curso do Coletivo Online que está com inscrições abertas até o próximo dia 22.

A oportunidade é para jovens de 16 a 25 anos, inscritos no Cadastro Único para programas sociais do Governo Federal, e moradores de comunidades de baixa renda que estejam cursando ou tenham concluído o ensino médio.

O Coletivo Online é a versão 100% digital da Plataforma Coletivo Jovem, do Instituto Coca-Cola Brasil, parceiro da Rede do Programa Progredir do Ministério da Cidadania.

O curso vai de até 1° de outubro e integra videoaulas curtas e objetivas enviadas pelo WhatsApp sobre temas do mundo do trabalho. É possível fazer o curso em qualquer lugar, a qualquer momento.

“O objetivo é qualificar jovens de baixa renda para conseguirem um emprego e a capacitação é sobre temas do mundo do trabalho. Os jovens podem ver vídeos sobre a elaboração de um plano de vida, planejamento financeiro, construção do curriculum e como se preparar para uma entrevista”.

“Além disso, os jovens receberão orientações para cadastro em uma plataforma que oferta vagas de emprego”, disse a coordenadora-geral de qualificação da secretaria nacional de inclusão social e produtiva do Ministério da Cidadania, Lara Sampaio.

Após fazer as aulas o participante recebe certificado e é convidado a se cadastrar nas comunidades de vagas do programa.

O programa apoia quem está inscrito no Cadastro Único a conseguir um emprego ou se capacitar. A iniciativa permite que o cidadão acesse uma lista de cursos gratuitos ofertados por instituições parceiras do Ministério da Cidadania, que cadastre currículo e ainda solicite microcrédito para um negócio. A ideia é promover a autonomia das pessoas inscritas.

A coordenadora Lara Sampaio explicou que os investimentos no programa são feitos pelos parceiros do Ministério da Cidadania e, até agora, “cerca de 160 mil pessoas se inscreveram no Progredir”.

Read also :