Amazon é acusada de fazer anúncio enganoso para aumentar assinaturas

A Comissão Federal de Comércio dos EUA (FTC) acusa a Amazon de confundir seus usuários para ganhar assinantes. Pelo que foi noticiado na imprensa norte-americana, o órgão vem investigando a empresa há bastante tempo já tendo como motivo a suspeita de que ela estaria adotando práticas para “enganar” os usuários para aumentar o número de assinantes do Prime

publicidade
amazon
Foto: Divulgação

O Prime é um serviço que entrega vários benefícios para os clientes da empresa em suas várias frentes – de entregas e livros grátis, até a possibilidade de assistir séries e filmes (e de adquirir jogos) sem custos adicionais.

Ele traz um conjunto grande de benefícios por um custo relativamente pequeno: cerca de R$10 por mês para os serviços base, no Brasil.

publicidade

FTC acusa a Amazon de utilizar “padrões sombrios” para enganar usuários

A FTC vem investigando a Amazon há anos e avalia que a maneira como a interface de usuários da foi criada está confundindo as pessoas que utilizam dela, levando-as a clicar no “experimentar o serviço”.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

A função acarreta no início de um período de testes gratuito do serviço, – mas, ao fim dos testes, as cobranças já começam a ser feitas.

Amazon é acusada pela FTC
Amazon é acusada pela FTC (Imagem: Divulgação / Amazon)
publicidade

A FTC afirmou que muitas pessoas acabam não entendendo as questões de cobrança e tomam um choque a observar o serviço da Amazon listado em suas faturas, o que já causou vários processos contra a empresa nos EUA.

Amazon Prime: fácil de entrar, mas difícil de sair

Um dos exemplos citados é o botão “obter entrega gratuita em dois dias com Prime” que aparece em sua página de compras. Ao clicar no botão, o usuário inicia sua assinatura de testes do serviço – mas quando essa acaba, ao invés de a assinatura ser pausada, se inicia uma cobrança automática para renová-la.

Vale lembrar que, para iniciar o período de testes, é obrigatória que se preencha o cadastro com um meio de pagamento – geralmente cartão de crédito, que é usado mais tarde para fazer as cobranças.

Para se evitar a continuidade da assinatura, o usuário deve cancelar o serviço ainda no período de testes, tarefa infinitamente mais complicada do que apenas clicar em um botão que aparece enquanto você tenta fazer compras.

publicidade

Empresa estaria ciente dos problemas causados

Relatos sugerem que a Amazon vem recebendo reclamações sobre esse assunto desde 2017. Além disso, sugestões de como solucionar o problema, dadas por funcionários e ex-funcionários, foram arquivadas.

Através de um porta-voz, a empresa afirmou que o processo para cancelar a assinatura do Prime é “simples e transparente e apresenta claramente aos clientes as escolhas e as implicações dessas escolhas”.

Qual a sua opinião sobre o assunto? A Amazon tem ou não agido de má-fé?

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar